UpLoad Lisboa: de 500 pessoas para o mundo


Profissionais do marketing e da comunicação digital reuniram-se para falar das suas estratégias e ferramentas de trabalho. A reflexão centrou-se na pertinência da recolha e análise de dados, na importância de bons conteúdos e na gestão eficaz do email marketing e presença online.

Quer tenha uma empresa de prestação de serviços ou de venda de produtos, uma das suas preocupações é gerar visitas (tráfego) ao seu site - um canal de vendas essencial. Como estabelecer e gerir estes contactos no meio digital foi a pergunta que se tentou responder ao longo do dia.

Converter visitantes em clientes

Pedro Janela (WyGroup) abriu o dia com Performance Marketing e a obrigação de estabelecer objectivos concretos e mensuráveis. Comece por criar boas plataformas de conteúdos e pontes de engagement social, web e mobile. Isto são os seus canais de venda e geração de leads, a que pode acrescentar uma landing page para um produto ou serviço específico. Para conhecer os seus clientes e potenciais clientes, pode analisar, por exemplo, o comportamento dos visitantes no seu site. Isto dá-lhe dados para melhorar e aumentar a performance do mesmo.

O desejo de ser esquecido

Kwame Ferreira (KwameCorp) fez-se acompanhar por Hugo Alves para transmitir a importância e os perigos da utilização dos dados dos utilizadores e clientes. Isto é Big Data: toda a informação recolhida online sobre os utilizadores, e que ambos definem por VVV: volume, variedade e velocidade. No entanto, trabalhar estes dados em massa está a provocar, nos consumidores, uma reacção ao excesso de informação de que são alvos: o desejo de se ser esquecido para evitar receber informação sem contexto. A dupla deixou um alerta: estar consciente deste facto fará com que os conteúdos divulgados se tornem cada vez mais pertinentes e direccionados.

Hugo Alves, Kwame Ferreira e Pedro Janela Hugo Alves, Kwame Ferreira e Pedro Janela

Tem uma caixa de ferramentas consigo?

Julian Cole (BBH) mostrou o que tem dentro da sua: as ferramentas que usa diariamente no planeamento da comunicação de marcas. O orador partilhou a sua Digital Strategy Toolbox, actualizada este ano, com recursos para acompanhar as Tendências de Consumo, monitorizar Redes Sociais e Sites, estar a par das campanhas de Publicidade Online e, por fim, onde vai buscar Inspiração:

Tendências de consumo:
* Online Customer Journey
* Consumer Barometer
* Think with Google
* Google Search Trends
* Google Keyword Tool

Redes sociais:
* Topsy
* Talkwalker
* Social Bakers
* Wiz Tracker
* Facebook ad Segmenting
* Hootsuite / Tweetdeck

Performance dos Sites:
* Similar web
* Quick Sprout

Galerias de Publicidade Online:
* Moat
* Rich Media Gallery
* Display Benchmark Tool

Inspiração:
* Webby’s
* Digital Buzz Blog
* Creative Sandbox

A apresentação ainda não está disponível, mas a versão original pode ser lida em Digital Stategy Toolbox.

Prepare-se para a guerra do marketing em tempo real

Amber Horsburgh

O que é marketing em tempo real? Para Amber Horsburgh (Big Spaceship), significa criar experiências em tempo real, agarrando oportunidades de interacção nas redes sociais. Pense nos pequenos momentos ao longo do dia, em apoio ao cliente e em gestão de crises - não apenas em grandes eventos. Se tiver um evento pela frente que quer divulgar, a oradora explicou como criar a sua “Sala de Guerra”, independentemente do tamanho da equipa que tiver disponível. Planear é essencial: escolha uma sala isolada, concentre uma equipa, responsabilize cada um por uma tarefa, e estabeleça canais de comunicação directos e imediatos. Faça um calendário de acontecimentos (antes, durante e depois do evento) e prepare antecipadamente o conteúdo a publicar. Ao mesmo tempo, monitorize o que está a ser falado nas redes sociais para que não perca nenhuma oportunidade de interacção.

Quem não tem um email, não existe online

Acredita que os emails são coisa do passado? Saiba que, num segundo, são enviados 1.670.000 emails contra 52,083 likes no Facebook e 3.935 tweets. A verdade é que para aceder às suas redes sociais insere primeiro um email, não é? O seu email é o seu verdadeiro passaporte para o mundo digital, relembra Parry Malm (Howling Mad). Se os seus clientes lhe dão o seu email, use-o cuidadosamente: conheça a sua audiência e faça envios segmentados segundo os interesses que partilham. Quando comunicar, mostre a personalidade da sua marca e perceba porque os seus emails não são lidos. Consulte a apresentação completa do orador em Email marketing is no longer about sending email.

Use as redes sociais para contar histórias

Ricardo Nunes (Mindshare) falou sobre a implementação e desenvolvimento da campanha #Mazdacx5. A estratégia foi criar conteúdos que promoveram os valores do produto. Como? Mostrar o veículo criando conteúdo próprio, massificar nas redes sociais através da hashtag #Mazdacx5, construir uma história envolvente a partir de uma viagem por Portugal e premiar os seguidores que marcaram ou recomendaram o test drive. A apresentação pode ser lida em Caso MazdaCX5 (PDF).

Tem confiança nos seus produtos e serviços?

Filipe Almeida e Filipe Macedo (ComOn), apresentaram a estratégia para a OK! Teleseguros. Mas o melhor conselho que deixaram foi para as marcas terem confiança nos seus produtos. Só assim conseguirão ganhar notoriedade e estar à frente da concorrrência, que é onde um líder deve estar. Ao mesmo tempo, deram uma visão macro do que se espera de uma agência, hoje e no futuro: mais do que comunicar, deve ser uma parceira na estratégia e desenvolvimento do negócio, processos e produtos.

Filipe Almeida, Filipe Macedo, Ricardo Nunes e Parry Malm Filipe Almeida, Filipe Macedo, Ricardo Nunes e Parry Malm

O poder do silêncio na era da comunicação

Quão humana é a informação que partilha? Para Molly Flat (1000 Heads), não é o conteúdo aquilo que mais importa, é a emoção que suscita. Isso é que levará os seus clientes e seguidores a agir. Tudo o que partilhar deve ser não só informativo como útil. O objectivo das redes sociais é as pessoas falarem de si através da troca de experiências - tudo o resto é marketing e a sua audiência sabe disso. Foque-se na emoção, dê um contexto às suas publicações, e o conteúdo fluirá. Um dos melhores conselhos do dia: Não tenha medo do silêncio. Pode ser uma das suas armas mais poderosas.

Uma vez na Internet, para sempre na Internet

A rapidez com que a informação se propaga pelas redes sociais é uma vantagem. Mas e se esta informação vier de um consumidor descontente? Como transformar uma crítica em algo a favor da sua marca foi o que Stephen Waddington (Ketchum) se propôs responder. Gerir crises online requer respostas rápidas e com sensibilidade, e não vale a pena tentar esconder, ou evitar, o que foi dito de forma menos simpática. Assuma, se for o caso, e aproveite a oportunidade de melhoria. O orador deixou um desafio: Se quer que a sua empresa seja verdadeiramente social, incorpore as redes sociais como uma ferramenta operacional e planeie a sua estratégia de actuação, desde as relações públicas ao apoio ao cliente. Apresentação completa em Can a brand ever truly be social


Participou no UpLoad Lisboa ou seguiu as conferências por LiveStreaming? Partilhe connosco a sua experiência na gestão das redes sociais no seu negócio.


Lúcia Valdevino

Com formação em artes e comunicação, encontrou na escrita uma das suas melhores formas de expressão. Curiosa e empreendedora, agarra qualquer desafio com criatividade. Adora viajar e assistir a espectáculos de teatro e dança.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!
Livro de Reclamação