Trabalho remoto, híbrido ou presencial: Qual destes regimes de trabalho é o melhor para si e para a sua empresa?


A pandemia da COVID-19 obrigou muitas empresas a adotar o trabalho remoto (teletrabalho), aumentando o debate sobre qual o regime de trabalho mais adequado. Descubra qual o melhor para o seu negócio.

Apesar de muitos trabalhadores terem ficado rendidos aos benefícios do trabalho remoto, com o passar do tempo, também se foram apercebendo que este regime de trabalho tinha os seus pontos negativos.

Hoje em dia ainda existe um debate sobre qual dos diferentes regimes de trabalho é o ideal e cabe às empresas tomarem uma decisão final. No entanto, a resposta nem sempre é clara e não existe uma solução perfeita para todos os cenários.

Por isso, neste artigo, percebrá quais são os principais regimes de trabalho que existem, as diferenças entre eles e quais as vantagens e desvantagens de cada um.

Quais são os 3 principais regimes de trabalho?

Os regimes de trabalho remoto, regime híbrido e trabalho presencial são aqueles que iremos abordar neste artigo. No entanto, não precisa de se limitar a estes, podendo inspirar-se neles para criar as políticas de trabalho que melhor se adaptem à sua realidade e atividade.

Os 3 regimes de trabalho mais conhecidos e comuns são:

  • Trabalho presencial: quando o trabalhador precisa de se deslocar todos os dias até ao local onde desempenhará as suas funções (escritório, loja, domicílio dos clientes, etc.). Neste regime, a carga horária e respectivas horas de entrada e saída costumam ser monitorizadas;

  • Trabalho remoto: quando o trabalhador exerce todas as suas funções à distância, podendo estar na mesma cidade da sede da empresa para a qual trabalha ou não. Pode até mesmo estar num país diferente;

  • Regime híbrido: este é uma mistura dos dois anteriores, ou seja, quando o trabalhador se desloca em parte da semana para o seu local de trabalho e, nos restantes dias, trabalha à distância.

É importante relembrar que todos estes regimes são válidos e aquilo que serve para um negócio, pode não servir para outro. Existem negócios (ou parte deles) que não têm outra opção senão adotar um regime de trabalho presencial visto que a sua atividade depende disso. Nesses casos, não se coloca a questão abordada neste artigo.

No entanto, se a sua atividade ou da sua empresa pode ser feita à distância desde que haja uma ligação estável à internet, vale a pena aprofundar esta questão. Para encontrar a resposta deverá avaliar a sua realidade e conhecer as vantagens e desvantagens de cada modelo de trabalho.

Vantagens de cada um destes regimes de trabalho

Quando bem aplicado, todos os regimes de trabalho podem ter muitas vantagens e, dependendo da natureza do negócio, algumas terão mais impacto e serão mais evidentes do que outras. De seguida, apresentamos as principais vantagens de cada um dos regimes de trabalho:

Trabalho presencial:

  • Melhor comunicação e interação entre os colaboradores;

  • Menos distrações com assuntos familiares e pessoais;

  • Cultura organizacional mais coesa;

  • Melhor acesso a materiais de trabalho;

  • Rotina estruturada.

Trabalho remoto (teletrabalho):

  • Possibilidade de mudar para uma cidade com um custo de vida menor;

  • Menos distrações com colegas de trabalho e mais foco nas tarefas a desempenhar;

  • Poupança de tempo e dinheiro com deslocações;

  • Mais tempo pessoal e para a família;

  • Liberdade para trabalhar de onde quiser;

  • Em alguns casos, possibilidade de trabalhar nos horários em que é mais produtivo (trabalho assíncrono);

  • Possibilidade das empresas contratarem talento em qualquer parte do mundo;

  • Poucos ou nenhum custo com infraestruturas empresariais.

Regime híbrido:

  • Flexibilidade para os colaboradores trabalharem remotamente quando querem ou precisam;

  • Possibilidade de conhecer pessoalmente os colegas de trabalho;

  • Menores custos com infraestruturas quando comparado com o regime de trabalho presencial.

Desvantagens de cada um destes regimes de trabalho

Igualmente, também todos os regimes de trabalho têm as suas desvantagens que também podem ter um impacto diferente consoante a natureza do negócio. 

Ainda assim, vale a pena salientar que existem estratégias e ferramentas para atenuar algumas delas como, por exemplo, a dificuldade em manter a cultura empresarial em teletrabalho

Conheça então as principais desvantagens de cada um dos regimes de trabalho:

Trabalho presencial:

  • Mais tempo perdido e dinheiro gasto em deslocações;

  • Mais despesas para a empresa com o aluguer e/ou manutenção de escritórios;

  • Mais despesas de energia para a empresa;

  • Distrações frequentes com colegas de trabalho;

  • Em alguns casos, ambiente formal que alguns colaboradores podem achar desconfortável.

Trabalho remoto (teletrabalho):

  • Isolamento social e menor interação com o mundo exterior;

  • Possibilidade de falhas de comunicação entre as equipas;

  • Maior dificuldade em manter uma cultura organizacional.

Regime híbrido:

  • Clara divisão entre os colaboradores que estão a trabalhar remotamente e os que estão a trabalhar do escritório;

  • Requer maior rigor na criação de processos de trabalho para que todos os colaboradores tenham o mesmo acesso a ferramentas e informação.

Qual o melhor regime de trabalho para si e para a sua empresa?

A melhor decisão no que toca ao regime de trabalho a implementar é aquela que melhor equilibra as necessidades e orçamento da sua empresa, bem como o bem-estar e produtividade dos seus colaboradores.

A maneira de atingir este equilíbrio nem sempre é óbvia. Será preciso calcular os custos que a empresa tem com cada uma das opções e não tenha medo de pedir a colaboração dos seus trabalhadores para testar várias opções.

E por falar em pedir a colaboração deles, a única forma de tomar a decisão certa é também contando com o seu feedback, já que o sucesso ou insucesso da sua escolha dependerá deles.

Até agora, existem relatórios que demonstram que a maioria dos trabalhadores tem preferência pelo regime híbrido, já que é aquele que permite uma maior flexibilidade, ao mesmo tempo que mantém uma componente de interação social com os colegas de trabalho.

Ainda assim, é importante relembrar que modelos de trabalho não presenciais têm mais sucesso quando todos os envolvidos são capazes de gerir bem o seu tempo e trabalhar de forma independente.


O trabalho remoto e presencial são as duas pontas do espectro, estando o regime híbrido algures entre estes dois, podendo ser tão remoto ou presencial quanto as empresas decidem.

Nos casos das empresas (ou departamentos) cuja atividade não está vinculada a uma localização geográfica específica (ex: lojas de roupa, personal trainers, médicos, etc) coloca-se muitas vezes a questão sobre qual o melhor regime de trabalho a adotar.

Escolher o regime de trabalho certo poderá ajudar a reduzir os custos da sua atividade e também melhorar o nível de satisfação dos seus colaboradores o que, por consequência, poderá aumentar os seus níveis de produtividade. Tudo isto, em última instância pode ajudar a melhorar os resultados da sua empresa.

No entanto, a grande dificuldade para responder a esta questão é o facto de não haver uma única resposta clara. Será preciso fazer contas, avaliar as vantagens de desvantagens de cada regime, apresentadas neste artigo e, acima de tudo, consultar os seus colaboradores para saber qual a sua opinião.


Beatriz Abreu Peixoto

A Beatriz ajuda empresas e pequenos negócios através da criação de conteúdo escrito informativo e otimizado para os motores de busca. Quando não está a escrever, adora passar tempo com a sua filha de quatro patas, a Phoebe.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!