4 Mitos sobre o Empreendedorismo


O país precisa de mais empreendedores. Já “assistimos a este filme”. Depois da última crise económica, Portugal teve de se modernizar, e a criação de novos negócios foi um dos pilares da recuperação. Para ajudar todos os novos empreendedores, partilho 4 ensinamentos muito comuns que descobri não passarem de mitos.


4 Mitos sobre o Empreendedorismo


Para fazer face à grave recessão económica a que vamos assistir, consequência da pandemia do Covid-19, precisamos de mais empreendedores capazes de identificar oportunidades e arriscar.

Mas ser empreendedor é também muito mais do que criar um negócio. Empreender é saber fazer escolhas, é saber liderar pessoas e direccionar esforços, resolver problemas e superar obstáculos, é ter a coragem de questionar, e lutar para atingir objectivos.

Com a situação de emergência que vivemos recentemente no nosso país, assistimos a um crescimento de novos negócios online, principalmente com a intenção de gerar novos canais de vendas, de forma a assegurar a facturação das empresas e o seu sucesso.

Desta forma, e para ajudar todos os empreendedores, empresários ou profissionais liberais, independentemente da etapa que se encontram na sua jornada, partilho quatro ensinamentos muito comuns que, ao longo do meu próprio caminho, vim a descobrir não passarem de mitos.

1 - Começar com uma ideia disruptiva

O primeiro mito é que precisas de começar com uma ideia completamente disruptiva, algo totalmente inovador e nunca antes visto. Não é verdade. Se analisarmos muitos dos negócios de sucesso vamos verificar que a maioria deles não passam de iterações, de melhorias sobre modelos de negócio que já existiam.

Isto tanto é verdade à escala global - se pensarmos na Google, já existiam imensos motores de busca quando a Google apareceu; ou se olharmos para o caso do Facebook, também já existiam algumas redes sociais quando o Facebook surgiu - como localmente, à escala nacional - o H3 vende hambúrgueres, a Padaria Portuguesa vende pão e bolos, e o InvoiceXpress vende facturas.

Todos estes exemplos são modelos de negócio que já existiam, que apenas foram melhorados de alguma forma. E este é o mito número um: não precisas de ter uma ideia inovadora e disruptiva para começar um negócio de sucesso.

2 - Pensar internacionalmente desde o início

O mito número dois é de que precisas começar a pensar globalmente (no mercado internacional) logo desde o início do teu negócio. Tal não podia estar mais longe da verdade.

A verdade é que quem começa um negócio já se depara com tanta complexidade (organizativa, burocrática, de decisões, de pessoas, etc.), que se formos adicionar mais esta camada da internacionalização, ainda fica mais difícil abrir o seu negócio.

A internacionalização, o pensamento no mercado global, pode ser um desejo de origem, mas não é verdade que seja necessário começar lá fora. Existem imensos negócios que fazem muito dinheiro e estão apenas focados no mercado nacional.

3 - Concentrar-me totalmente no novo negócio

O mito número três é que precisas de largar tudo, principalmente o teu actual emprego, e focar-te exclusivamente no teu novo negócio. Esta realidade dedicada até pode ser a desejável, mas não é de todo obrigatória.

Existem imensos negócios cujos fundadores começaram em part-time, ou numa garagem a fazer algo no seu tempo livre, e que depois evoluíram para um negócio próprio. Quando criei e lancei a RUPEAL, grupo do qual faz parte o InvoiceXpress, eu próprio não deixei o meu primeiro emprego. Só passados seis meses é que ganhei a sustentabilidade necessária no negócio que me permitiu “largar” o meu emprego.

Isto significa, como devem calcular, que o risco financeiro, no meu caso, foi muito menor do que se tivesse largado logo tudo e me dedicado em exclusivo ao meu novo negócio.

4 - Negócio próprio é sinónimo de mais tempo, mais liberdade e mais dinheiro

O quarto mito é um conceito que muitos empreendedores têm presente, mesmo que subconscientemente: a ideia de que, quando lançarem o seu negócio, vão ter mais tempo livre, mais liberdade e mais dinheiro. Se é verdade que isso é algo que vem com o tempo, também é verdade que, no início, criar uma nova empresa/ter um novo negócio é como ter um bebé.

Com um bebé, um recém-nascido, vou ter mais ou menos tempo? Prometo-vos que vão ter menos tempo livre. Vou ter mais ou menos dinheiro? Acreditem que vão ter menos dinheiro. No início, um negócio funciona como um bebé: preciso de estar completamente focado nele, vou ter menos tempo livre do que tinha antes, vou trabalhar 14, 15 ou 16 horas por dia, e só lá mais para a frente, quando o negócio começar a andar e a ganhar sustentabilidade, só aí é que vou ter mais tempo, mais dinheiro e mais liberdade.

Portanto, na fase inicial, esta ideia não vai ser uma realidade. No meu caso, só ao fim de 7 ou 8 anos é que comecei a ter essas coisas que todos o empreendedores e empresários desejam, não sendo por isso expectável que tenham isso no início.

Empreender com o InvoiceXpress

Estes são quatro dos mitos mais comuns sobre empreendedorismo, e se estás a pensar começar o teu negócio, espero que a desmistificação dos mesmos te tenha ajudado.

Por último, gostava de partilhar mais três conteúdos úteis para os actuais e para os futuros empreendedores:
- Os livros e cursos que mais me influenciaram enquanto empreendedor - este artigo responde a uma das perguntas que mais me têm feito ao longo dos meus 13 anos neste caminho do empreendedorismo;
- Se estás a pensar avançar com o teu negócio, espreita este artigo que te ajuda a perceber como podes criar a tua empresa através dos balcões “Empresa na Hora” ou do serviço “Empresa Online”;
- Por fim, um artigo com dez dicas para ajudar a tua ideia a crescer com sucesso.

Se estás a começar uma nova empresa, não te esqueças: o InvoiceXpress existe para te ajudar a manter o foco no teu negócio, simplificando o que deveria ser simples: a tua facturação!


Rui Alves

Fundador do InvoiceXpress, é estratega a full-time e procura sempre ser mais líder do que chefe. Quando não está a viajar pelo mundo, não consegue largar o seu Algarve.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!
Livro de Reclamação