Mentoria e empreendedorismo: a importância de pedir ajuda para criar um negócio


Para aspirantes a empresários, falar abertamente sobre negócios, sobretudo quando se trata de criar um negócio, pode ser difícil. Porém, há muito a ganhar em falar com mentoria especializada. Alguém que perceba de contabilidade, negócio, como abrir atividade, empreendedorismo, faturação. Alguém tão inesperado como um contabilista.

A minha ideia é demasiado tola!

O acesso a apoio adequado pode ser transformador. Mas como obter esse apoio?

Um estudo chamado Knocking Down Barriers, levado a cabo pela The Entrepreneurs Network, no Reino Unido, descobriu que potenciais trabalhadores independentes (leia aqui futuros empresários) se mostram muito relutantes em pedir conselho, sob pena de que a sua ideia seja vista como demasiado tola (15% dos inquiridos). Outros temem impor-se demasiado no tempo de outras pessoas (20%).

Este género de pensamento, é-lhe familiar?

Quase dois terços (58%) dos inquiridos conheciam efetivamente alguém a quem recorrer para conselho sobre negócio - mas menos de metade tomou a iniciativa de o fazer.

Em contraste, os empresários estabelecidos inquiridos na sondagem procuravam ativamente, ou tinham acesso, a mentoria (73%). Quando a oportunidade de receber mentoria aparecia, era aproveitada, sem receio de parecer tolo. Afinal, quem tem boca vai a Roma. 

Como ultrapassar o obstáculo inicial (perder a timidez)

Onde ir buscar a coragem para exteriorizar as ideias de negócio e encontrar um mentor?

Não se trata apenas de beneficiar da sabedoria de alguém. Trata-se de aproveitar o entusiasmo e paixão desta pessoa por um tema que têm em comum. Esta característica é incrivelmente capacitante. Uma boa conversa com alguém é muitas vezes a faísca que inicia a ideia de negócio.

Só este prospeto, o de encontrar a sua alma gémea de negócio, deveria ser suficiente para o incitar a começar.

Não se esqueça que o seu sucesso como empresário depende da forma como comunica com as pessoas. Portanto, quanto mais cedo tentar abordar a questão, melhor, antes que a timidez comprometa o seu empreendimento (descubra neste artigo da Forbes 5 dicas para o ajudarem a ultrapassar a timidez).

Mas a mais importante é mesmo esta: comece. Poderá passar um mau bocado ao início, mas quanto mais vezes passar pelo processo, menos doloroso este se tornará.

E agora, onde encontrar mentores?

1. Eventos de networking

Os eventos de networking foram concebidos para colocar pessoas em contacto umas com as outras, o que os torna a oportunidade perfeita de expandir a rede de contactos profissional. Atire-se já de cabeça.

E apesar de o networking presencial continuar a ser muito importante para alguns negócios, hoje em dia, com a evolução do digital, já existem outras formas de expandir as suas redes de contactos: descubra 8 apps de networking.

2. “Hotspots” para empresário

Se vive numa cidade com um próspero cenário empreendedor, de startup, e de negócio, existem provavelmente vários "hotspots" empresariais que pode explorar.

E, claro, não é segredo nenhum que Lisboa, nos últimos 10 anos, tem apostado fortemente em tornar-se uma cidade ‘empreendedora’.

Iniciativas de câmara municipal como a incubadora Startup Lisboa ou a Made of Lisboa valem a pena seguir de perto, já que têm sempre muitos eventos, sítios perfeitos para conhecer não só mentores, como pessoas que estão interessadas em criar o seu próprio negócio. 

3. LinkedIn 

O LinkedIn é um grande player que não deve ser ignorado. Encontre potenciais mentores na sua indústria e/ou área demográfica, e não se esqueça de, primeiro, ter a certeza que a sua imagem online é tão apresentável quanto a sua imagem offline.

A primeira impressão é importante e aqui não é diferente. Em seguida, lembre-se de tentar ser suave e apresentar-se casualmente e sem pretensões, antes de avançar para qualquer envolvimento mais significativo. 

4. Congressos de indústria

Há alguma exposição no seu setor a surgir no horizonte? Conferências ou palestras são lugares perfeitos para encontrar alguém mais experiente na área que lhe interessa, e manter-se a par da sua indústria.  

5. Concorrentes indiretos

Obviamente que os seus concorrentes diretos provavelmente estarão um bocadinho relutantes em dar-lhe conselhos práticos sobre como ser bem sucedido.

Em vez disso, procure os seus concorrentes indirectos, tais como empresas do mesmo setor que abordam um segmento diferente do mercado, ou empresas localizadas noutra geografia sem relação com o seu mercado potencial.

Se estas empresas estiverem em atividade há mais tempo, e conseguir chegar aos quadros de gestão da empresa… os nossos parabéns. Terão uma sabedoria considerável a dispensar e darão mentores incríveis. 

Uma vez que se encontre já na relação de mentoria, respeite o tempo do seu mentor e permaneça ativamente empenhado na relação: quanto mais investido estiver na parceria, mais ganhará com ela.

Os contabilistas podem ser seus aliados

Uma outra fonte de mentoria que muitos tendem a ignorar, é procurar conselho junto de um contabilista.

Encontrar o contabilista certo para o seu negócio é fundamental, já que este o orientará sobre a forma de construir receitas e lucros.

Os contabilistas modernos são mais do que alguém que faz o sumário dos números do mês, ou alguém a quem se telefona uma vez por ano quando chega a altura de entregar os impostos.

Os contabilistas têm uma vasta experiência de negócio. Já viram negócios de todos os tipos começar e acabar, e são conhecedores das armadilhas comuns e de como ter um plano de negócio bem organizado. Podem ajudá-lo a transformar uma ideia em bruto num negócio real

Seja orientá-lo sobre os requisitos do IVA, contratar pessoal, encontrar novo equipamento ou instalações, encontrar fontes de financiamento, um contabilista terá algo a dizer sobre o assunto.

A melhor forma de encontrar um que lhe possa dispensar conselho é encontrar outro negócio local, parecido com o seu, e perguntar-lhes a quem se dirigir. 

E quanto a arranjar um mentor, seja este um contabilista ou outro, parte da capacidade de criar um negócio tem que ver com desenvolver um radar que lhe permita identificar quem está em posição de ajudar - e ter a coragem de dar voz às nossas ideias tolas.


Francisca Borges

Digital copy, às das palavras, quer viajar pelo mundo enquanto escreve sobre o mesmo. A Francisca é uma escritora freelancer especializada no digital.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!