Personal Branding: 7 dicas para construir a sua marca pessoal


O desenvolvimento de uma marca pessoal está relacionado com o seu valor e o modo como quer que o seu negócio seja reconhecido. As melhores marcas pessoais são únicas, autênticas e confiáveis. Para que a sua também o seja, trazemos-lhe sete dicas que o ajudarão a construir o seu Personal Branding.

O que é Personal Branding?

Personal Branding refere-se a um conjunto de estratégias usadas para criar reputação e autoridade, através das características que o tornam único. É a forma como constrói e transforma a sua personalidade numa marca própria, que servirá de base para estabelecer uma conexão com a sua audiência.

Ao trabalhar a sua marca pessoal, garante que a imagem percecionada pela audiência corresponde à sua filosofia. Assim sendo, para que seja bem sucedido na gestão da sua carreira, neste artigo, abordamos sete formas de criar uma marca pessoal de maneira eficaz.

Diferença entre Personal Branding e Marketing Pessoal

É fácil misturar os conceitos de Personal Branding e Marketing Pessoal, dado que são elementos do mesmo universo, no entanto, existem diferenças entre estes.

Na verdade, são conceções que se complementam. O Personal Branding pode recorrer a táticas de Marketing Pessoal para gerar conversões, e uma estratégia de Marketing assertiva contribui para a eficiente gestão de uma marca forte.

O Personal Branding estabelece uma ligação com o público-alvo, através de um amplo conjunto de atividades que transmitem a essência da marca pessoal. O propósito do Personal Branding é provocar sentimentos e fazer com que a audiência se identifique consigo, com os seus objetivos e, consequentemente, com a sua marca.

Já o Marketing Pessoal é sinónimo de autopromoção. É o conjunto de táticas utilizadas para atrair visibilidade para a sua marca pessoal, quer seja de forma offline, quer seja online. O Marketing Pessoal é uma atividade altamente direcionada para o exterior e para levar o público a agir.

A importância do Personal Branding

A eficaz gestão da sua carreira é de extrema importância, especialmente num mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente.

Para ser considerado um profissional influente na sua área de trabalho, a sua marca pessoal deve destacar-se da concorrência. Ter a ideia de negócio bem definida é o ponto de partida, mas são aspetos como a seriedade, profissionalismo, competência, essência e ética que o vão fazer sobressair. Uma marca pessoal bem solidificada e forte não só o posiciona, como permite contornar possíveis problemas que surjam.

O Personal Branding aumenta a visibilidade do negócio, o que potencia vendas, recomendações e novas oportunidades.

Em suma, as principais vantagens do Personal Branding são:

  • Destaque das suas qualidades e fatores diferenciais

  • Entrega de valor ao público-alvo

  • Construção de uma reputação positiva

  • Posicionamento e autoridade na sua área profissional

  • Proximidade com potenciais clientes e parceiros

7 dicas para construir a sua marca pessoal

  1. Defina o público-alvo

Um dos maiores erros que se pode cometer ao criar uma marca pessoal é tentar agradar a todos. Por isso, deve começar por definir o seu nicho e, depois, trabalhar para alcançá-lo. Desenhe o perfil do seu cliente ideal, pesquise as suas necessidades e determine de que maneira poderá ajudá-lo a enfrentar os seus desafios.

Definir o público-alvo com clareza  permite-lhe  estabelecer uma relação mais envolvente e direcionada aos interesses do seu potencial cliente. Para que consiga comunicar de forma eficiente precisa de saber o tipo de linguagem, tom e os canais mais adequados à comunicação com a sua audiência.

Além disso, refinar a sua área de atuação a um nicho ajudá-lo-á a tornar-se uma autoridade já que, à partida, a concorrência será menor.

  1. Aposte na autenticidade da marca

As suas particularidades, crenças e valores são fundamentais na construção da marca, para que não seja apenas mais um entre tantos outros. É a sua autenticidade e paixão que, junto com a sua Proposta Única de Valor (USP), vão fazê-lo destacar-se.

Dê a conhecer a sua personalidade e estabeleça uma conexão emocional com a sua audiência. Demonstre o que o torna especial e de que forma se diferencia da multidão, em geral. As pessoas reagem mais facilmente à genuinidade.

Não tenha receio de partilhar as suas experiências e realizações pessoais e profissionais, pois, ao fazê-lo, constrói credibilidade e estabelece confiança.

  1. Storytelling

Uma das maneiras mais eficazes de construir uma marca pessoal atraente é por meio da narrativa. Transmitir informações sobre quem é, o que faz e as suas aspirações é tarefa fácil. Difícil é transformar essa descrição numa história interessante e entusiasmante, que lhe permita sobressair.

Pense no que torna a sua história única. O caminho até chegar onde está hoje foi tumultuoso? A sua carreira passou por reviravoltas inesperadas? De que forma as suas experiências de vida impactaram as suas escolhas profissionais? Conquiste o público com a Jornada do Herói. Quanto mais cor adicionar à sua história, mais atraente será a sua marca pessoal.

  1. Estruture uma estratégia de conteúdos

Fornecer conteúdo gratuito, valioso e genuinamente útil é uma das maneiras mais eficazes de construir a sua marca pessoal, uma vez que o posiciona como especialista na área.

Para criar uma estratégia de conteúdo para a sua marca, comece por selecionar as plataformas em que é pertinente comunicar, crie uma lista de potenciais tópicos a abordar e verifique qual a viabilidade de produzir vários tipos de conteúdo. Este último aspeto é particularmente importante para otimizar o desempenho das suas publicações em determinadas plataformas sociais. Consulte o nosso artigo sobre Como criar uma boa estratégia de conteúdos para redes sociais para melhorar o seu próprio processo.

Garanta que todo o material publicado é efetivamente útil e esclarecedor, de modo a que seja reconhecido como uma autoridade no seu segmento. Faça pesquisas sobre os assuntos que estão em voga, relacionados com o seu nicho, e partilhe informações relevantes sobre esses temas.

Conteúdo de valor é representativo da sua experiência e comprova que domina o assunto. Para o seu potencial cliente o raciocínio é simples: se o que oferece de forma gratuita é tão bom, o seu serviço pago terá de ser ainda melhor.

Não é por acaso que as marcas pessoais de maior sucesso publicam quantidades significativas de conteúdo para ajudar a criar e a nutrir o seu público.

  1. Desenvolva o seu website

Se já tem um website, aprimore-o. Atualize os conteúdos e as imagens, faça uma mudança na estrutura e otimize-o para motores de busca.

Se não tem, este é o momento certo para desenvolver um. Ter um site é a forma mais simples de ser encontrado na internet. É também um método que gera confiança, transmite profissionalismo e um forte aliado que o valoriza na hora da tomada de decisão. O seu website pode ser informativo, um portfólio dos seus projetos ou o seu currículo online. 

Para alguém que procura uma solução, perante uma empresa com um site moderno, atualizado e com conteúdo de valor, e uma marca apenas com redes sociais, a escolha recairá, na certa, na primeira opção. 

Além disso, ter o seu próprio domínio salvaguarda-o de perder a sua conta, algo que pode acontecer com as suas redes sociais.

  1. Crie uma boa rede de contactos

À medida que desenvolve a sua marca pessoal ideal, é importante fazer networking regular para aumentar o seu círculo profissional. Conecte-se com colegas e líderes do setor ao participar em eventos de networking formais e informais. Quantas mais conexões estabelece, mais provável é que a sua marca seja reconhecida. 

Não tenha receio de abordar os participantes e anote todos os detalhes relacionados com esse contato, antecipando comunicações futuras. Assim, irá desenvolver uma rede de contactos valiosa para o seu crescimento e gestão de carreira.

Interaja com outras marcas pessoais conhecidas da área, comente as suas publicações e feitos ou deixe a sua opinião em artigos de opinião e publicações do blog. A concorrência não é, necessariamente, o inimigo e pode até ser um aliado de peso na sua progressão. 

  1. Desenvolva a sua identidade visual

A identidade visual é o conjunto de elementos gráficos que define a marca e que comunica ao público-alvo a ideia, os valores, o propósito e a missão da mesma. Deve estar alinhada com a sua personalidade, convicções e ideais que pretende transmitir.

A identidade visual deve ser harmoniosa e coerente entre plataformas, não significando, contudo, que deva permanecer inalterada ao longo do tempo. À medida que a sua marca pessoal for evoluindo, também a identidade visual pode ir sofrendo modificações. 

Ter um estilo próprio não só permite distanciar-se dos concorrentes, como transmite segurança e competência. A consistência ajuda a que seja facilmente reconhecido pela audiência e lembrado no momento da tomada de decisão.

A sua faturação com a sua marca no InvoiceXpress

O conceito visual agregado à marca é de vital importância e deve englobar todos os elementos da sua marca, incluindo os seus documentos legais.

Imprima a sua marca em cada fatura, personalize as mensagens de email que a acompanham e diferencie-se ainda mais da concorrência com observações relevantes e um agradecimento no rodapé dos seus documentos. Todos estes detalhes são possíveis com o programa de faturação InvoiceXpress.

Embora a construção de uma marca pessoal pareça trabalhosa, a verdade é que desempenha um papel fundamental na diferenciação do indivíduo no mercado de trabalho.


Magda Santos

Entusiasta do Marketing Digital e apaixonada pela escrita, por livros e viagens. A Magda espera um dia dar a volta ao mundo com a sua filha.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!