O que significa a inteligência artificial para os negócios?


Em poucos anos, a inteligência artificial evoluiu abruptamente, passando de uma mera curiosidade tecnológica para uma promissora ferramenta para as empresas. Ficou curioso? Então, espreite este artigo.

A inteligência artificial (IA) é um dos temas que está na ordem do dia e que tem revolucionado o mundo, demonstrando ser uma tendência sem retorno para a sociedade moderna. Apesar de muitas pessoas ainda se mostrarem reticentes em relação aos seus benefícios, a sua aplicabilidade é vasta e a sua proposta de valor assenta no aperfeiçoamento de tarefas de todo um largo espetro de áreas de negócio.

Uma boa parte dos gestores de negócios já identificou a IA como sendo uma ferramenta de peso para gerar vantagem competitiva, e para ajudar no crescimento e desenvolvimento de uma empresa, mas são poucas as que a incorporaram já na sua cadeia de valor.

Além de aumentar a taxa de fidelização de clientes, a utilização da inteligência artificial permite, às empresas, otimizarem as suas estratégias de marketing, de forma a conquistar novos clientes. Por isso, acompanhe-nos neste artigo para aprofundar os seus conhecimentos sobre a importância da inteligência artificial para os negócios.

O que é a inteligência artificial?

A inteligência artificial é a capacidade de uma máquina, controlada por um computador, reproduzir comportamentos humanos, como pensar, aprender, decidir, realizar tarefas e resolver problemas de forma inteligente e, assim, alcançar um determinado objetivo. 

Diferente de um software convencional, a IA consegue analisar uma grande quantidade de dados, aprender com eles, melhorar os seus processos gradualmente e realizar as tarefas de modo autónomo. Tudo isso permite potencializar resultados, aumentar a produtividade e otimizar o tempo.

Além disso, é passível de ser implementada em diversos setores, de modo a melhorar o desenvolvimento das tarefas e o mapeamento de processos. Como a tecnologia está em constante evolução, a IA tem um forte potencial para transformar uma ampla variedade de áreas de negócio. 

Como a inteligência artificial beneficia as empresas?

De um modo geral e transversal a todos os negócios, a IA oferece inúmeras vantagens, como o aumento da eficiência operacional, a redução de custos e a melhoria da experiência do utilizador.

Todas as empresas que tenham em consideração as principais aplicações da inteligência artificial, poderão posicionar-se de forma mais competitiva e estratégica no mercado e, assim, alcançar melhores resultados financeiros.

Enumeramos alguns dos demais benefícios:

1. Automação de processos

Automatizar processos é usar a tecnologia a favor de melhorias nos processos manuais recorrentes e repetitivos, procurando reduzir a margem de erro por intervenção humana e aumentar a produtividade e eficiência. Ao automatizar tarefas está a eliminar obstáculos às operações empresariais, dando espaço à equipa para se dedicar a atividades estratégicas e de valor agregado para o negócio.

Atualmente, a inteligência artificial já pode ser usada para automatizar a gestão de stocks, aprimorar itinerários de entrega e reduzir o tempo de espera no atendimento ao cliente. Na área da contabilidade e faturação, ações repetitivas como o registo de dados, categorização das transações, encontro de contas, correlacionamento de recibos e faturas, e acompanhamento de alterações de preços são algumas das coisas que mais tempo tomam dos colaboradores e que podem ser executadas pela IA.

O InvoiceXpress é um dos softwares que utiliza as automações em prol dos seus clientes. Com o software de faturação InvoiceXpress é possível agendar faturas recorrentes e respetivos envios por email, definir o intervalo de tempo e frequência dos agendamentos, configurar alertas de vencimento, configurar a comunicação automática com a Autoridade Tributária, entre muitas outras funcionalidades.

2. Análise de um grande volume de dados

A IA pode ser usada para analisar grandes quantidades de informação em tempo real e de forma precisa, permitindo a obtenção de insights valiosos sobre consumidores, produtos e mercados. Essa análise leva a uma tomada de decisão assertiva e informada.

O cruzamento de informações facilita a identificação de padrões e tendências. Por exemplo, na área da saúde, os sistemas de inteligência artificial analisam dados de diferentes naturezas para identificar possíveis relações entre doenças, sintomas ou medicamentos, possibilitando o avanço da medicina.

3. Personalização da experiência do cliente

A busca por experiências personalizadas por parte dos consumidores tem vindo a crescer. As pessoas procuram sentir-se vistas e únicas.

Todavia, proporcionar uma experiência dedicada é um grande desafio para as empresas, pois requer um esforço temporal e financeiro acrescido. É necessário mapear as jornadas individuais do cliente e, a partir daí, determinar momentos-chave e ofertas especiais que poderão impulsionar o engagement e as vendas.

Com a IA, isso é possível. A inteligência artificial consegue captar dados para oferecer recomendações específicas para cada perfil, conforme acontece já na Netflix e na Vinted, em que lhe são sugeridos filmes, séries ou produtos, de acordo com as suas seleções anteriores. Esta aprendizagem tem o nome de machine learning e baseia-se nos interesses pessoais de cada consumidor.

Com a inteligência artificial torna-se mais fácil trabalhar uma segmentação precisa, o que é muito útil para quem trabalha com publicidade online e criação de conteúdo. Num futuro próximo, o sucesso das marcas estará, precisamente, na diferenciação da personalização da experiência, que levará à satisfação e fidelização do cliente.

4. Agilidade na tomada de decisão

Ao fornecer insights em tempo real sobre o desempenho do negócio, a IA facilita a tomada de decisão de forma rápida e bem fundamentada. Desse modo, as empresas conseguem adaptar-se às mudanças no mercado, bem como optar por decisões estratégicas precisas.

5. Prevenção de fraudes e cibersegurança

A inteligência artificial pode ser usada por bancos e instituições financeiras para identificar comportamentos suspeitos e prevenir fraudes financeiras. De que forma? Com a IA é possível analisar padrões de transações e, assim, detetar atividades incomuns.

Pode, também, ser uma importante aliada para evitar fraudes e ataques cibernéticos às empresas, através do desenvolvimento de algoritmos complexos, que consigam cruzar dados para identificar potenciais ameaças e proteger os processos e dados.

Inteligência artificial aplicada às vendas e ao marketing

A forma como os negócios se relacionam com os consumidores é um dos pilares de sustentação da sua transformação digital. A inteligência artificial permite melhorar a satisfação dos clientes, através de um atendimento mais rápido e personalizado ou da resolução de problemas de forma imediata.

Uma das melhores maneiras de encontrar o equilíbrio entre eficiência operacional e experiência do cliente é através do uso de soluções de tecnologia inteligente. As empresas que usam IA para auxiliar no processo de vendas, conseguem aumentar o número de leads em mais de 50%, reduzir o tempo de chamadas telefónicas em 60 a 70% e reduzir os custos gerais entre 40 a 60%.

Estes dados evidenciam claramente a vantagem de incluir inteligência artificial no processo de vendas de uma empresa, de forma a melhorar os seus resultados. Mas, de que forma pode isso ser feito?

  • Campanhas de email de outbound - As campanhas de email são muito eficazes e devem estar incluídas nas estratégias de venda e marketing, não obstante, enviar centenas de emails e acompanhar manualmente métricas como taxa de abertura, de resposta, de cliques, etc. é contraproducente. É aí que entra a tecnologia de IA, que monitoriza, categoriza e arquiva os emails de acordo com parâmetros pré-determinados.

  • Previsão da demanda: com a inteligência artificial, uma empresa consegue prever a demanda de produtos ou serviços, o que possibilita melhorar a capacidade de resposta e preparar o stock. As previsões são feitas com base nas interações do cliente e histórico de compras. Esta é uma forma de ativá-lo e melhorar a eficiência dos processos.

  • Lead scoring – o lead scoring consiste em pontuar os leads que chegam à base de dados das empresas, permitindo uma qualificação realista, fundamental para direcionar a equipa de vendas para potenciais clientes. Com a IA, o algoritmo classifica automaticamente as oportunidades com maior probabilidade de conversão, através de informações do cliente, publicações nas redes sociais e o histórico de interação deste com o vendedor. 

  • Pesquisa de mercado - existem ferramentas de IA que centralizam as informações e analisam em volume, facilitando a análise de feedbacks de clientes e outras respostas quantitativas.

  • Identificação de novas oportunidades - a inteligência artificial converte informação em conhecimento, possibilitando a identificação de janelas de oportunidade antes destas se concretizarem. 

  • Desenvolvimento de estratégias dedicadas - a IA consegue fornecer previsões precisas sobre resultados futuros com base em dados históricos, que respondem a questões como “que anúncio terá mais impacto no perfil de cliente esperado?”. Com essas informações e a identificação do público-alvo, é possível personalizar a mensagem, tornando-a mais eficaz.

  • Chatbots e classificação automática das mensagens -  os chatbots são uma ferramenta de marketing muito poderosa, que utiliza a inteligência artificial para responder aos clientes, de forma automática, em aplicações de mensagens. Nas redes sociais, por exemplo, o chatbot pode ser utilizado para desencadear um diálogo, que facilite a compra ou elimine dúvidas e objeções à conversão, a partir de uma mensagem, enviada pelo potencial cliente, com um texto específico. As respostas apenas precisam de ser programadas de antemão.

Plataformas de IA existentes no mercado

O ChatGPT, pertencente ao OpenAI, é um tema em voga, nos dias de hoje, pela sua aptidão para gerar textos numa linguagem muito semelhante a um humano, e capacidade de responder a questões, resolver equações matemáticas, fazer traduções, criar listas de tópicos, entre outros, a partir de perguntas e comandos de texto.

Uma das razões da crescente popularidade do ChatGPT é o interesse das empresas em melhorar a sua eficiência operacional, através de inteligência artificial e machine learning. No caso específico desta tecnologia, o valor principal prende-se com o facto de o ChatGPT estar em constante evolução e a aprimorar continuamente as suas respostas e habilidades aos desafios do mercado, podendo ser usado numa grande variedade de contextos.

Contudo, apesar de ser o mais falado, não é o únicoprograma de IA que existe. Na verdade, existe uma grande panóplia de ferramentas que, pela sua facilidade de uso e proximidade à interação humana, deverão ter um lugar privilegiado na sua estratégia de negócio. 

Destacamos dez exemplos de plataformas de inteligência artificial, que podem ser usadas em diferentes áreas de atuação.

  1. IBM Watson: o Watson foi criado pela IBM para auxiliar profissionais, desenvolvedores, startups e empresas a construírem sistemas cognitivos que possam melhorar processos, interações e ações. 

  2. Google Cloud AI: é uma plataforma de IA do Google, que inclui diversas ferramentas e serviços para a construção de aplicações de IA. Isso inclui ferramentas de machine learning, de análise de dados e de processamento de linguagem natural.

  3. Amazon AI: ferramenta de IA que dispõe de diversos serviços de IA, como reconhecimento de imagem e voz, chatbots, assistentes virtuais e machine learning.

  4. Salesforce Einstein: trata-se de uma plataforma de IA, oferecida pela Salesforce, que inclui diversos recursos de inteligência artificial para aprimorar as soluções de CRM (Customer Relationship Management) da empresa.

  5. TensorFlow: de código aberto e desenvolvida pelo Google, é uma ferramenta de IA utilizada para construir modelos de machine learning e é uma das plataformas de IA mais populares entre os web developers.

  6. Clarifai: plataforma de IA especializada em reconhecimento de imagem e vídeo. Pode ser usada para identificar objetos, pessoas, animais e outras entidades em imagens e vídeos, além de reconhecer sentimentos e emoções.

  7. Ayasdi: serve para análise de dados e descoberta de insights, através de técnicas avançadas de machine learning e análise topológica para identificar padrões e tendências em grandes conjuntos de dados.

  8. UiPath: o UiPath é uma plataforma de automação de processos robóticos, que usa IA para tarefas repetitivas. Pode ser aplicado a diversas áreas, como finanças, recursos humanos e atendimento ao cliente.

  9. Cognitivescale: ferramenta de IA que serve para criar soluções personalizadas de negócios.

  10. IBM Watson Health: a sua função é analisar um grande volume de dados médicos e fornecer informações que sirvam para melhorar a eficiência e a eficácia dos cuidados de saúde.


Estes são alguns exemplos de plataformas de IA disponíveis no mercado, cada qual com capacidades e aplicações específicas, mas existem muitas mais.

Avalie cuidadosamente o assunto e identifique qual ou quais trariam benefícios significativos para o seu negócio. E mantenha-se ciente de que a inteligência artificial não é uma solução mágica para todos os problemas empresariais, mas sim um vantajoso complemento.


Magda Santos

Profissional de Marketing Digital com foco em SEO, apaixonada por viagens, escrita, livros e fotografia. Navega pelo universo digital, enquanto explora diferentes lugares do mundo. O melhor capítulo da sua jornada de vida é o que se vai desenrolando ao lado da filha.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!