Google Ads ou Meta Ads: onde investir para impulsionar resultados?


O tráfego pago é uma estratégia poderosa para gerar leads e conquistar clientes, se for utilizado corretamente. No entanto, surge a dúvida: qual é a melhor opção, Google Ads ou Meta Ads? Descubra a resposta neste artigo.

Quer o seu objetivo seja aumentar as conversões, impulsionar as vendas ou melhorar o reconhecimento da sua marca, é muito provável que já tenha considerado a possibilidade de fazer tráfego pago.

O tráfego pago é uma forma de publicidade altamente direcionada, que permite atingir um determinado público-alvo, com base em dados demográficos e localizações específicas, personalizar os conteúdos e medir os resultados com precisão.

O tráfego pago detém um tipo de rigor que não se encontra na publicidade tradicional e que lhe dá garantias de que a sua mensagem está a ser entregue de forma consistente a uma audiência pertinente. 

Segundo o relatório global de janeiro 2023 do Datareportal, 43,2% dos utilizadores da internet, com idades entre os 16 e 64 anos, utilizam-na para pesquisar sobre produtos e marcas, 36,4% das pessoas procuram informações sobre férias e viagens, e 34,7% pesquisam por produtos de saúde (para conhecer mais dados deste importante relatório sobre o mundo digital consulte o nosso artigo com as principais tendências apontadas pelo documento).

O facto de quase metade dos utilizadores da internet pesquisar ativamente por produtos e marcas, demonstra o potencial da publicidade online para alcançar um público interessado. De igual forma, a percentagem de pessoas que pesquisam informações sobre férias, viagens e produtos de saúde são representativas das oportunidades que as empresas destes setores têm.

No vasto domínio da publicidade online, há dois gigantes que se destacam: o Google e o Meta (que inclui o Facebook e o Instagram). Ambas as plataformas oferecem oportunidades incomparáveis para atingir o seu público-alvo, aumentar a visibilidade da marca e gerar conversões.

No entanto, saber determinar qual o mais adequado às suas necessidades pode ser uma tarefa difícil. Por isso, neste artigo, listamos as vantagens de cada plataforma, para que tome uma decisão informada sobre a melhor forma de veicular os seus anúncios pagos.

O poder do Google Ads

O Google Ads é rei e senhor da publicidade em motores de pesquisa, pois permite a exibição de anúncios nas suas páginas de resultados, conforme as palavras-chave que são pesquisadas. A sua dimensão estende-se a sites parceiros e ao YouTube.

O Google Ads funciona com base num sistema de leilão. Ou seja, quando um utilizador pesquisa uma determinada palavra-chave, o Google exibe os anúncios com melhor índice de qualidade e com o maior valor de licitação. O índice de qualidade é uma métrica usada pelo Google para determinar a relevância e a qualidade de um anúncio e da página de destino.

Tipos de anúncios do Google Ads

Existem diferentes tipos de anúncios Google:

  • Rede de Pesquisa: anúncios de texto que são exibidos em áreas de destaque nas páginas de resultados, para pesquisa efetuadas no Google.

  • Rede de Display: são referentes a anúncios gráficos, isto é, imagens clicáveis, que são exibidas em websites e apps, bem como em outras propriedades do Google, como o YouTube e o Gmail.

  • Anúncios de Vídeo: é possível criar campanhas de vídeo numa vasta variedade de formatos, exibidas no YouTube e em sites de video partners.

  • Campanhas de Google Shopping: as empresas que vendem artigos online podem criar fichas de produtos para divulgação na zona nobre da Pesquisa Google. Os anúncios são apresentados tanto no separador de Google Shopping, como nos resultados de pesquisa.

  • Anúncios de Apps: estes anúncios facilitam a promoção de apps nas principais propriedades do Google, com o objetivo de aumentar o número de downloads.

Além disso, o Google Ads permite

  • que os anúncios atinjam públicos específicos, com base em dados demográficos, interesses e comportamento;

  • alcancem pessoas com alto potencial de conversão, já que os anúncios são exibidos a quem já está ativamente à procura desses produtos ou serviços;

  • um amplo alcance: o Google processa, em média, mais de 40.000 consultas de pesquisa por segundo, o que se traduz em mais de 3,5 milhões de pesquisas por dia;

  • formatos de anúncios diversificados, incluindo anúncios de texto, imagem, fichas de produto (Google Shopping) e vídeos, dando resposta a diferentes necessidades;

  • aos anunciantes definirem o seu orçamento diário e método de cobrança. Isto é, é possível escolher se o pagamento é feito de acordo com o número de cliques efetuados nos anúncios (CPC) ou se acontece por cada mil vezes que o anúncio é exibido (CPM, utilizado nos anúncios da Rede de Display);

  • competir lado a lado com outros players no mercado. A classificação dos anúncios é baseada na combinação do valor da licitação e do índice de qualidade. Licitações mais altas aumentam a probabilidade de um anúncio ser exibido, mas um índice de qualidade baixo terá um impacto negativo no posicionamento do anúncio; 

  • permite consultar o que a sua concorrência está a fazer, através do Centro de Transparência de Anúncios.

O impacto dos anúncios Meta

OFacebook tem aproximadamente três mil milhões de utilizadores mensais ativos, o que equivale a quase 37% da população mundial, e o catapulta para a posição de maior rede social da atualidade. O Instagram tem cerca de dois mil milhões de utilizadores ativos e é a rede social preferida para pesquisa de produtos e marcas.

Graças às suas ferramentas avançadas de segmentação e baseadas em machine learning, a plataforma de anúncios pagos do Meta consegue ter um alcance bastante superior a qualquer outra rede social.

Apesar de funcionar com sistema de leilão, como o Google Ads, o Meta Ads não se baseia em palavras-chave, mas antes usa um modelo centrado no valor da licitação e na relevância do anúncio para o público escolhido.

Os anunciantes podem aumentar as licitações e criar anúncios pagos de alta qualidade para aumentar a visibilidade e o desempenho das suas campanhas. Além disso, podem escolher onde querem aparecer, entre Facebook e Instagram, Reels, Stories, WhatsApp e Messenger.

Os anúncios Meta permitem:

  • uma segmentação refinada, baseada nos dados demográficos, interesses e comportamentos do utilizador (à semelhança do Google Ads);

  • a criação de conteúdo visualmente envolvente, como imagens e vídeos, o que chama a atenção dos utilizadores. Além disso, conteúdos criativos são mais propensos a gerar buzz e a serem partilhados;

  • interação com os conteúdos através de likes, partilhas e comentários, que ajudam a construir prova social e a ampliar o alcance da marca;

  • fazer remarketing. É possível criar campanhas específicas para pessoas que já tenham interagido com o seu site e conteúdos. Pode, ainda, definir públicos-alvo lookalike, partindo daqueles que já tem;

  • anunciar numa grande variedade de formatos, que são exibidos no feed, stories, mensagens, marketplace, em artigos, etc. Os lugares podem ser selecionados manualmente, o que lhe permite testar quais os que têm melhor desempenho e excluir os que não trazem retorno;

  • fazer campanhas de distribuição de conteúdo, cujo objetivo é manter a marca na mente dos consumidores, ofuscando, assim, os seus concorrentes. Esta é, também, uma estratégia que permite baixar o CPM, ao ensinar ao algoritmo qual o público que melhor reage aos seus anúncios;

  • alcançar os seus atuais seguidores e clientes para entregar um novo produto, serviço ou promoção;

  • antes de o Google lançar o seu Centro de Transparência de Anúncios, o Meta já tinha à disposição o Ads Library, para estudo dos anúncios da concorrência

Google Ads vs Meta Ads: qual escolher?

Escolher entre Google e Meta para veicular os seus anúncios pagos requer um conhecimento aprofundado do seu público-alvo, a definição de objetivos de marketing e avaliação dos recursos disponíveis, especialmente, financeiros.

Se o seu foco principal é angariar utilizadores que estão ativamente à procura dos seus produtos ou serviços e, assim, obter conversões e ROI imediatos, os anúncios Google são os mais indicados.

Se o seu objetivo é aumentar a notoriedade da marca ou mostrar um produto novo, que nem mesmo o público sabe (ainda) que precisa dele, então os anúncios do Meta são os ideais

Todavia, combinar as duas estratégias é uma jogada de mestre, que poderá gerar resultados impressionantes. Além de ser uma abordagem completa, que aproveita os pontos fortes de ambas as plataformas, é também uma forma de dar resposta aos consumidores de todos os estágios da jornada do cliente.

No relatório global de janeiro 2023 do Datareportal, é possível verificar que a percentagem dos utilizadores de internet, com idade entre os 16 e os 34 anos, que utilizam as redes sociais para pesquisar sobre uma marca é superior àqueles que utilizam um motor de pesquisa.

Em contrapartida, dos 35 aos 64 anos, os números invertem-se e vão se afastando conforme a idade dos utilizadores aumenta.

Estes dados voltam a reforçar a ideia de que, com uma estratégia que engloba anúncios Meta e Google, as empresas conseguem alcançar um largo espetro de pessoas.


Se também tiver dúvidas quanto à programa de faturação que deve escolher para o seu negócio, não deixe de experimentar grátis o InvoiceXpress, um software de faturação confiável, eficiente para as suas necessidades de faturação, e certificado pela Autoridade Tributária.

O programa de faturação InvoiceXpress é intuitivo e fácil de usar, mesmo que não tenha experiência em faturação, e pode ser acedido a partir de qualquer lugar, desde que tenha ligação à internet. E mais, permite-lhe automatizar a sua faturação, através de plugins de integração de uma API altamente eficiente, para que tenha mais tempo para pensar e explorar os melhores tipos de anúncios pagos para a sua estratégia de tráfego pago!


Magda Santos

Profissional de Marketing Digital com foco em SEO, apaixonada por viagens, escrita, livros e fotografia. Navega pelo universo digital, enquanto explora diferentes lugares do mundo. O melhor capítulo da sua jornada de vida é o que se vai desenrolando ao lado da filha.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!