Google Ads: como criar um anúncio no Google


Os anúncios pagos são ótimos para promover o seu negócio, aumentar a notoriedade da marca e gerar tráfego para o seu website. Através de campanhas pagas, é possível fazer com que o seu produto ou serviço apareça, pertinentemente, quando as pessoas pesquisarem aquilo que tem para oferecer. Por isso, neste artigo, ensinamo-lo a criar um anúncio no Google e partilhamos 7 boas práticas a aplicar.

Os anúncios pagos existem nas mais variadas formas e estão presentes em plataformas como Facebook, Instagram, TikTok, motores de pesquisa, entre muitos outros. Qualquer anúncio está identificado como tal, podendo aparecer o termo “Anúncio”, “Pub” ou “Patrocinado” junto do mesmo.

A visibilidade que uma empresa obtém através de anúncios pagos é muito eficaz para se destacar da concorrência e aumentar o reconhecimento da marca. Com os anúncios pagos consegue gerar mais tráfego para o seu site, alcançar o público certo, através da segmentação, acompanhar os resultados em tempo real e ter controlo sobre o orçamento.

Por ser uma ferramenta versátil e eficaz, neste artigo, fazemos uma introdução ao Google Ads.

Google Ads: o que é?

O Google Ads é uma plataforma de publicidade online, que permite às empresas promoverem os seus produtos e serviços no motor de busca do Google, no YouTube e em outros sites parceiros.

Através do Google Ads pode alcançar o público que está ativamente à procura daquilo que a sua empresa tem para oferecer e aumentar a notoriedade da marca, pela sua presença constante nos resultados de pesquisa ou através de remarketing.

A conta do Google Ads é gerida online, passível de ser alterada ou parada a qualquer momento, não existe um valor mínimo de investimento e é o utilizador que escolhe e controla o seu orçamento, define o público, localização e locais de apresentação do anúncio e monitoriza o desempenho do mesmo.

Como criar uma conta no Google Ads

Por definição, quando se cria uma conta no Google Ads, a mesma é desenvolvida no modo Inteligente. Todavia, se for um profissional de marketing digital ou estiver confortável com o uso de tecnologias, pode mudar para o modo Especialista. Uma conta criada no modo Inteligente pode ser mudada para modo Especialista posteriormente, mas o inverso não é possível.

Modo Inteligente

Ao criar uma conta neste modo, terá de criar, também, a sua primeira campanha. 

  1. Aceda ao Google Ads e inicie sessão na sua conta Google ou crie uma nova, caso não tenha ou pretenda usar um endereço de e-mail diferente.

  2. Selecione o objetivo da sua campanha:

    1. Receber mais chamadas;

    2. Gerar mais vendas ou inscrições no website;

    3. Receber mais visitas na localização física;

    4. Obter mais notoriedade da marca com visualizações de vídeos.

  3. Indique o nome da empresa.

  4. Introduza o endereço da homepage do seu website ou outra página relevante.

  5. Se não tiver o Google Analytics configurado no seu site, ser-lhe-á sugerido que o faça. Pode ignorar este passo e voltar a ele mais tarde ou configurar a sua conta no momento. 

  6. Introduza títulos, descrições e o número de telefone da empresa. Tem que preencher todos os campos para poder avançar para a etapa seguinte. 

  7. Selecione entre 7 a 10 grupos de palavras-chave, para que o anúncio seja apresentado em pesquisas semelhantes. Se adicionar demasiados temas de palavras-chave, o anúncio poderá ser exibido para pesquisas menos relevantes.

  8. Escolha as definições de localização:

    1. Anunciar na proximidade de um endereço;

    2. Anunciar em códigos postais, cidades ou regiões específicas.

Os anúncios são apresentados às pessoas que se encontram fisicamente ou regularmente nas localizações selecionadas e a pessoas que demonstram interesse nestas localizações.

  1. Defina o orçamento da campanha. Os valores são indicativos, dado que haverá dias em que gasta menos do que o orçamento diário estipulado e noutros poderá gastar mais, sem nunca ultrapassar o máximo mensal determinado.

  2. Releia o anúncio e confirme se tudo está como pretendido, antes de avançar.

  3. Configure as suas informações de faturação e pagamento.

Depois de configurar a conta e criar o seu primeiro anúncio, a aprovação do mesmo demora cerca de um dia.

Se quiser começar com o outro modo, na página "Nova campanha", clique em Mudar para o modo Especialista, na parte inferior do ecrã, onde poderá configurar uma conta com ou sem campanha.

Que tipo de anúncios Google existem?

O tipo de anúncio deve ser selecionado conforme a sua estratégia e objetivos de marketing, existindo os seguintes: 

Rede de Pesquisa

As campanhas de pesquisa apresentam anúncios de texto, em áreas de destaque, nas páginas de resultados de qualquer pesquisa feita no Google ou em outros motores de busca parceiros.

Dado que aparecem especificamente a pessoas que estão, ativamente, a pesquisar produtos e serviços semelhantes aos seus, os anúncios da rede de pesquisa são ideais para gerar vendas, angariar potenciais clientes ou direcionar tráfego para as páginas do seu negócio.

Rede de Display

As campanhas de Rede de Display são referentes a anúncios gráficos, isto é, banners clicáveis, que são exibidos em websites e apps, bem como em outras propriedades do Google, como o YouTube e o Gmail.

Por serem visualmente apelativos, os anúncios de Display são um formato de excelência para expandir o alcance e notoriedade da marca. Pode, também, criar uma campanha que permita apresentar este tipo de anúncios a pessoas que já tenham interagido com o seu site ou app.

Anúncios de vídeo no YouTube

No Google Ads, pode criar campanhas de vídeo numa vasta variedade de formatos de anúncios de vídeo, que serão exibidos no YouTube e em sites de video partners. Os formatos de anúncios de vídeo disponíveis incluem:

  • Anúncios in-stream ignoráveis: são reproduzidos antes, durante ou depois de outros vídeos e, após 5 segundos, o visitante tem a opção de ignorar o anúncio.

  • Anúncios in-stream não ignoráveis: podem ter duração de até 15 segundos e são reproduzidos antes, durante ou depois de outros vídeos, não existindo a possibilidade de ignorar o anúncio.

  • Anúncios de vídeo in‑feed: os anúncios de vídeo in-feed incluem uma miniatura de imagem, um título e até 2 linhas de texto e aparecem junto das sugestões orgânicas de vídeo. Ao interagir com a miniatura, o visitante é direcionado para a página de visualização do anúncio no YouTube.

  • Anúncios breves: anúncios com 6 segundos ou menos, que não podem ser ignorados pelo visitante, reproduzidos antes, durante ou depois de outro vídeo.

  • Anúncios outstream: anúncios apenas para dispositivos móveis, apresentados em websites e apps de Google video partners. São vídeos que iniciam a reprodução com o som desativado e os visitantes podem tocar no anúncio para ativar o som do mesmo.

  • Anúncios de masthead: forma de apresentar um negócio, produto ou serviço no feed da página inicial do Youtube, num formato de anúncio nativo.

Google Shopping

As campanhas do Google Shopping incluem fichas de produtos para divulgação de artigos na zona nobre da Pesquisa Google. Os anúncios são apresentados tanto no separador de Google Shopping como nos resultados de pesquisa.

Estes anúncios costumam alcançar um público mais perto da fase de decisão de compra, graças ao seu formato mais apelativo e diversidade de recursos. Saiba como usar o Google Shopping para potenciar as suas vendas. 

Anúncios de Apps

Os anúncios de apps facilitam a promoção das suas apps nas principais propriedades da Google, incluindo o Google Play e todas as já mencionadas.

Pode escolher entre três subtipos de campanhas:

  • Instalações da app: anúncios que incentivam o utilizador a instalar a app.

  • Interação com apps: permite interagir com os utilizadores que já têm a app instalada, remetendo-os para uma página de destino segmentada.

  • Pré-registo de aplicações (apenas para Android): campanhas de anúncios que criam entusiasmo e notoriedade para as apps antes do respetivo lançamento no Google Play.

Métodos de cobrança dos anúncios

Uma das grandes vantagens do Google Ads é permitir que tenha controlo sobre o orçamento e sobre a forma de cobrança dos anúncios. Existem 3 formatos de pagamento. 

  • Custo por clique (CPC)

No CPC, o pagamento é feito de acordo com o número de cliques efetuados nos anúncios. Neste caso, é definido um valor máximo de custo por clique, ou seja, qual o valor que está disposto a pagar por cada potencial cliente que carrega no seu ad. É um valor indicativo, já que pode pagar menos do que o valor que estipulou (mas nunca pagará mais do que esse valor limite).

  • Custo por mil impressões (CPM)

Como o próprio nome indica, o CPM é um método em que os pagamentos acontecem por cada mil vezes que o anúncio é exibido. É utilizado nos anúncios da Rede de Display do Google.

Um anúncio é contabilizado como tendo sido visto, quando 50% do mesmo é apresentado no ecrã durante pelo menos 1 segundo, para anúncios de display, ou é reproduzido continuamente durante pelo menos 2 segundos, para anúncios de vídeo.

  • Custo por ação (CPA)

O CPA é uma forma de pagamento em que é cobrado quando ocorre alguma conversão, como o preenchimento de um formulário, download de um documento ou inscrição numa masterclass.

Das 3 estratégias mencionadas, é a que tem o custo mais elevado e requer um histórico mínimo de conversões para ser usado.

7 dicas para criar o seu primeiro anúncio no Google Ads

  1. Comece por delinear os objetivos da campanha de anúncios, de modo a garantir que a segmentação, o orçamento e os formatos são eficazes e adequados.

  2. Crie anúncios muito específicos. Ou seja, se for uma loja que vende bicicletas, crie diferentes grupos de anúncios para os diferentes tipos de bicicleta que vende. A probabilidade de um potencial cliente pesquisar pelo tipo de bicicleta que quer e carregar num anúncio que responde exatamente à sua pesquisa é maior do que se for um anúncio genérico.

  3. Utilize palavras-chave long tail. Os termos-chave contribuem para determinar onde os anúncios serão exibidos, por isso, devem ser precisos e relevantes. Quanto maior a especificidade das palavras-chave, menor será a concorrência e mais alta a taxa de conversão (que isso dizer que o utilizador está mais propício a comprar).

  4. Depois de ter selecionado as palavras-chave que considera pertinentes, adicione palavras-chave negativas. Isto é, termos para os quais não quer aparecer. Por exemplo, uma clínica veterinária poderá colocar como expressão negativa “veterinário emprego”, para não aparecer para pesquisas relacionadas com a procura de emprego.

  5. Selecione cuidadosamente as definições de localização, pois se as mesmas forem demasiado amplas, poderá estar a pagar por interações de pessoas que não são potenciais clientes.

  6. Garanta que a página de destino, depois de clicar no anúncio (seja site ou landing page) é funcional, atrativa e mobile-friendly. Se os clientes não encontrarem o que procuram, é muito provável que abandonem a página sem converterem. 

  7. Teste frequentemente. Experimente anúncios com textos ou imagens diferentes para o mesmo produto, para descobrir quais os mais eficazes.


Assim que o volume de negócio tiver aumentado, por conta dos anúncios criados no Google Ads, experimente também o software de faturação InvoiceXpress, de gestão totalmente online, simples e intuitiva.


Magda Santos

Entusiasta do Marketing Digital e apaixonada pela escrita, por livros e viagens. A Magda espera um dia dar a volta ao mundo com a sua filha.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!