11 erros a evitar nas campanhas de Black Friday


Bastante relevantes para os negócios, as campanhas de Black Friday e Cyber Monday podem ser prejudiciais para a sua empresa caso não sejam devidamente acauteladas. Descubra os erros a evitar.

É, cada vez mais, um dos períodos de maiores vendas online para as empresas que aí se posicionam: a Black Friday e a Cyber Monday assumem atualmente uma fatia generosa da faturação em boa parte dos negócios com forte presença digital.

Porém, nem tudo são rosas e crescimentos exponenciais: uma má preparação interna destas datas pode fazer ruir todo um esforço que, se bem empregado, resultaria em excelentes resultados financeiros. A verdade é que o que aparenta ser simples — aproveitar uma data para vender mais — pode tornar-se um pesadelo para quem não souber jogar as regras do jogo. Leia-se: preparar de forma eficiente as campanhas de Black Friday.

Nos próximos parágrafos, daremos nota de vários erros a evitar: dos mais óbvios aos menos expectáveis. Ambos, no entanto, devem merecer toda a sua atenção.

Erros a evitar durante a época da Black Friday - as falhas mais comuns a que deve estar atento no seu negócio

1. Não planear com antecedência

Esqueça, não vale a pena contar com a sua expertise ou a de algum dos seus colaboradores para criar uma boa campanha de Black Friday em cima do joelho. Se alguma vez aconteceu, arriscamos dizer que se tratou de uma jogada de sorte.

Preparar estas datas requer meses de trabalho antecipado — no mínimo, no início do ano letivo, em setembro — para que toda uma estratégia de marketing possa ser arquitetada com tempo, alinhando áreas como social media, site e email marketing

As vendas online terão tanto mais hipóteses de ocorrer quanto mais alinhadas estiverem as suas comunicações naqueles canais que, decerto, precisarão de ajustes com o tempo. E esses, está claro, não serão corrigidos em dois dias apenas.

2. Foco só nos descontos

Tal como a falta de planeamento, o foco total em descontos é um dos erros mais comuns nos períodos da Black Friday e Cyber Monday. Para muitos responsáveis, esta época resume-se a… preços baixos. Sim, admitamos, este ponto é responsável pelo aumento das vendas, ainda assim, existem outras formas de atrair clientes. Como? Desta forma:

 - Compre um leve outro. Para quem pretende obter o máximo do dinheiro gasto em campanhas da Black Friday, ora aqui está uma boa forma de o atrair. Esta abordagem pode levar o cliente a pensar da seguinte forma: compro um, mas o outro é de graça. E quem não gosta deste sentimento?

 - Portes grátis. Não parece suficientemente convincente? Recorde-se, então, das compras online que deixou por fazer por lhe parecer o porte demasiado dispendioso. Por outro lado, o comprador fica desde logo a saber que o preço anunciado não sofrerá quaisquer alterações, um ponto sempre positivo.

 - Mimar o cliente. Por vezes, dar a escolher ou mesmo definir, à partida, a oferta de um artigo de menor valor após uma venda online é uma excelente maneira de criar empatia com o cliente, fazendo-o regressar novamente mais tarde. Lembre-se: nem tudo acaba agora com a Black Friday. Daí a um mês chega o Natal.

 - Descontos na próxima compra. Após a venda de um artigo online, pode oferecer um cupão de desconto para uma próxima compra. Com o Natal ao virar da esquina, pode ser uma boa forma de agarrar o cliente a curto/médio prazo.

3. Oferecer falsos descontos

Quando as marcas realizam inquéritos de satisfação, uma conclusão salta à vista: a honestidade da empresa e a sua preocupação com o cliente. Posto isto: não ofereça descontos falsos ou com margens bastante reduzidas, pois os seus clientes irão descobri-lo mais tarde ou mais cedo através de pesquisas online ou até de printscreens tirados meses antes com o preço dos artigos.

A empresa ficará com a sua reputação manchada, sendo difícil depois contornar a situação logo que o caso chegue às redes sociais. É de evitar com todas as suas forças.

4. Ignorar carrinhos abandonados

Não o faça. Aliás, mais do que isso: crie uma campanha que tenha como alvo esses potenciais clientes para que regressem ao seu site e finalizem a compra.

Prepare, atempadamente — novamente a importância da antecedência — alguns visuais e textos engraçados mas ao mesmo tempo cativantes, para que possam impactar e convencer o utilizador a pegar novamente no carrinho abandonado, fechando, por fim, a operação que ficou a meio.

5. Descurar vendas online. Descurar vendas físicas

Para quem cresceu sobretudo alicerçado no universo digital, é comum descurar as vendas em ambiente offline. Um erro crasso. Portugal é um país com um peso enorme nas compras em ambiente de centro comercial, pelo que deixar esta opção para trás significa a possibilidade de não ganhar o dinheiro que ganharia se também apostasse nesta via.

O contrário também é válido: quem tem já uma loja física bem desenvolvida não deve, por esse motivo, abdicar de criar campanhas da Black Friday no digital, canal onde cada vez mais portugueses fazem compras, sempre em busca de uma oportunidade.

A pandemia foi claramente uma alavanca para este tipo de negócio que agora só irá continuar a crescer, devido a uma literacia digital cada vez maior das gerações mais jovens.

6. Tudo na Black Friday, nada na Cyber Monday

Outro dos erros mais comuns. A força maior da Black Friday a nível comercial faz com que muitos responsáveis de marketing olhem para este dia como o mais sagrado e a última oportunidade para aumentarem as suas vendas. 

Porém, dois dias depois, há uma nova chance com a Cyber Monday, ainda que mais virada para as vendas online, com bastantes clientes apostados em aproveitar as definitivas “últimas oportunidades” relativas a este período. 

Há, até, — e bem! — quem olhe para estes dois momentos de forma integradaBlack Friday e Cyber Mondaycriando campanhas que se complementam. Faça, portanto, o contrário de parte deste subtítulo, ou seja: tudo na Black Friday e tudo na Cyber Monday.

7. Esquecer o cross selling e o up selling

Que melhor altura para, aproveitando a venda online acabada de concretizar — ou quase — propor a compra de um artigo relacionado, melhorando a  experiência do comprador? A isto, já se sabe, dá-se o nome de cross selling

Mas não fique por aqui: também o up selling deve fazer parte da sua estratégia de vendas online, propondo um valor de aquisição um pouco mais elevado por um produto, digamos, premium, em comparação a um de gama normal.

8. Não reforçar o atendimento ao cliente

Este é um daqueles erros que menos se fala, ainda que possa prejudicar grandemente a sua empresa. Criou as campanhas, tornou a sua marca visível a potenciais clientes e as visitas ao site aumentaram. Tudo certo. Mas é normal que surjam dúvidas e que as compras apenas sejam concretizadas após um contacto com o lado de lá. Sim, adivinhou: o lado de lá é a sua empresa. 

Para isso, é importante que saiba que durante estes dias será mais vezes solicitado. Por outro lado, caso os utilizadores não obtenham quaisquer respostas por parte da sua empresa, abandonam o barco e procuram por outra que lhes acuda.

Este fator de proximidade é fulcral na hora da compra. Tudo isto para dizer que durante as semanas de Black Friday e Cyber Monday o seu atendimento ao cliente deve ser reforçado.

9. Não guardar dados dos clientes para o futuro

Dias tão intensos de vendas — online e físicas — devem ser aproveitados para criar uma robusta base de dados de clientes para utilização em campanhas futuras

Decerto não encontrará período tão fértil como o da Black Friday para angariar contactos que, temos a certeza, caso tenham tido uma boa experiência, voltarão a adquirir artigos da sua marca.

10. Supor que os clientes vêm sempre ter consigo

Como é Black Friday e, depois, Cyber Monday, os clientes virão até à nossa loja adquirir os produtos que tanto desejam. 

Falso! Num mundo em que a concorrência é tão feroz, apenas se tiver algo exclusivo e diferenciador no mercado poderá ter essa atitude comercial. Porém, nem as grandes marcas dormem, perdoe-nos a expressão, à sombra da bananeira.

É normal que as pessoas sejam inundadas com publicidade sobre aquelas datas, pelo que até a empresa mais cotada pode ficar esquecida no meio do oceano de campanhas de marketing relacionadas com a Black Friday. Prepare bem as suas campanhas e as suas comunicações, não fica "sentado à espera" que os clientes batam à sua porta.

11. Não testar a velocidade do seu site/loja online

Por vezes, dá-se o caso de ter todas as campanhas da Black Friday e Cyber Monday bem alinhavadas mas esqueceu-se de um detalhe que levanta dúvidas: será que o site ou loja online do seu negócio terão um comportamento positivo perante um aumento tão drástico de visitas? Carrega rapidamente em todos os browsers da Internet? 

Para que a resposta a estas questões seja positiva, tente, junto de profissionais qualificados, garantir que o seu universo digital se encontra preparado para aqueles dias de enorme afluência.

12. Não utilizar um software de faturação que automatize as suas faturas

Perante um aumento tão acentuado de visitas e de compras no seu site ou na sua loja, vai perder tempo a emitir manualmente uma fatura para cada uma das suas vendas?

Este erro pode, inicialmente, parecer secundário, mas, se começar a somar o tempo que "perde" para emitir uma fatura manualmente para cada uma das suas vendas, rapidamente vai perceber que iria "ganhar" muitas horas para otimizar as suas vendas, as suas campanhas e aumentar a sua faturação durante este período tão importante.

É por isso que o InvoiceXpress, programa de faturação certificado pela Autoridade Tributária, disponibiliza aos seus clientes dezenas de plugins de integração com lojas online e outras plataformas, bem como uma API robusta e eficiente: para que integre a sua faturação e possa emitir automaticamente uma fatura para cada uma das suas vendas!

Agora que sabe o que não deve fazer, mãos à obra: está quase na hora!


Ângelo Delgado

Copywriter, escritor e antigo jornalista, pretende ainda escrever guiões para cinema, pois já os escreve para publicidade. Tudo o que esteja ligado à palavra, tem a atenção do Ângelo.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!