Dropshipping: o que é esta forma de venda?


No dropshipping, o vendedor serve de intermediário para a compra e é responsável apenas pelas questões de marketing e vendas. Saiba mais sobre o tema.

O que é o dropshipping?

Dropshipping é um modelo de e-commerce que permite a venda online de produtos sem que os tenha em stock. Ou seja, o vendedor disponibiliza a plataforma de venda, os produtos são enviados diretamente do fornecedor para os clientes e não há investimento financeiro em artigos, espaço de armazenamento ou pessoal para atendimento ao público.

O dropshipping é um modelo de negócio muito atrativo pelo seu baixo custo de arranque, simplicidade e conveniência. Gostaria de saber mais sobre o tema? Então, fique atento ao artigo. 

Como funciona o dropshipping?

No modelo de dropshipping, cabe-lhe a si promover os produtos através da loja online, que funciona apenas como uma montra dos artigos e plataforma de pagamento. Não há necessidade de comprar inventário de antemão, nem de armazenar ou gerir os produtos.

Quando um cliente faz um pedido, o mesmo é encaminhado para a empresa fornecedora e o processo de preparação e envio sai das suas mãos. Resta-lhe apenas informar o cliente que o pedido está em processamento.

Então, na prática:

  1. O cliente faz um pedido na sua loja online.

  2. O pedido é enviado para o fornecedor.

  3. O fornecedor prepara a encomenda

  4. Os produtos são enviados diretamente para o cliente, a partir da base.

Para estabelecer uma parceria de dropshipping com um fornecedor, deve elaborar um contrato formal, onde esteja indicado, de forma clara e precisa, os termos do acordo, como prazos (de envio, preparação, cancelamento, etc.), condições de pagamento, produtos fornecidos, responsabilidades, impostos, política de devolução, etc.

Diferente de um Marketplace, em que diferentes lojas ou vendedores conseguem alcançar um público maior, usando a autoridade digital da plataforma, o dropshipping é uma modalidade de vendas em que há apenas um intermediário, que organiza o catálogo online, publica os produtos, promove e divulga a loja, e gere os clientes.

Dropshipping: Quais as vantagens e desvantagens deste modelo de negócio?

No dropshipping tem controlo sobre todo o processo de promoção e vendas online dos produtos.

No entanto, a margem de lucro é inferior ao de um negócio de retalho tradicional e tem de gerir a vertente do apoio ao cliente, que é algo que lhe pode fugir ao controlo.

Descubra, abaixo, mais vantagens e desvantagens deste modelo de negócio.

Vantagens do dropshipping

  • É fácil de começar. Basta criar um site para vender. Não necessita passar pelos processos burocráticos de criação de um produto ou de um fluxo de entregas.

  • Na verdade, não precisa nem de criar um site do zero. Para ter a sua loja online pronta, basta utilizar uma plataforma de e-commerce, configurada e preparada para incluir os itens, descrição e detalhes dos produtos, medidas, preço e valor do envio.

  • Este é um modelo de negócio que não requer investimentos avultados, dado que não tem de comprar os artigos. Logo, não tem custos com a aquisição de stock, armazenamento dos produtos e falta de escoamento dos artigos. É, portanto, uma excelente opção para quem não tem muito capital para dar o primeiro passo. 

  • O dropshipping pode ser usado eficazmente para testar a viabilidade da venda de determinados produtos, antes de enveredar por esse mercado.

  • Existem fornecedores de dropshipping para quase todos os tipos de produtos, portanto, as lojas tradicionais podem expandir a sua oferta e abranger outro tipo de artigos.

  • Essas mesmas lojas tradicionais podem usar o modelo de dropshipping como backup na eventualidade de haver um aumento excessivo de pedidos em simultâneo.

  • O dropshipping pode ser uma excelente opção para reduzir os custos de envios para longas distâncias, desde que tenha fornecedores espalhados pelas diferentes áreas geográficas do país.

  • Os cuidados a ter com a embalagem de envio, seja ela para produtos grandes, pesados, frágeis ou perecíveis, são da inteira responsabilidade do fornecedor, o que o liberta de mais um encargo e despesa.

  • Pode trabalhar de qualquer lugar e em qualquer horário, pois não tem que se preocupar com questões logísticas.

  • A facilidade em trocar os artigos que vende permite-lhe acompanhar tendências e priorizar os produtos mais procurados na internet. 

Desvantagens do dropshipping

  • Como o dropshipping tem poucas barreiras de entrada, existe muita concorrência no mercado. Além disso, o mesmo fornecedor trabalha para diferentes vendedores, não existindo diferencial no preço do artigo.

  • O intermediário tem menor controlo sobre os produtos e sobre a experiência do cliente, pois não interfere na sua preparação, embalamento ou envio.

  • O vendedor não tem controlo direto do artigo, mas é responsável por quaisquer erros na expedição ou problemas de qualidade do artigo

  • É difícil competir com a concorrência através dos preços praticados, pois pode não haver margem para baixar ou igualar os valores de outras lojas online com os mesmos produtos e/ou fornecedores.

  • Regras de IVA no comércio eletrónico - crescente controlo fronteiriço e comunitário sobre produtos com origem extra-comunitária (a consulta de um contabilista é fundamental antes de avançar com um negócio de dropshipping).

Dropshipping: Como começar?

Gostaria de dar os primeiros passos nesta área de negócio e aumentar a sua faturação mensal? Só precisa seguir estas sete dicas.

  1. Escolha um nicho de mercado

O primeiro passo é procurar uma lacuna no mercado para colmatar e, a partir daí, consegue definir o seu nicho e público-alvo. Utilize ferramentas como o Google Trends para descobrir os temas ou produtos mais pesquisados. 

  1. Analise o mercado

Faça um estudo de mercado e analise a concorrência. Procure saber o tamanho da área de negócio, tendências e taxa de crescimento. Tente conhecer o seu público-alvo, nomeadamente, faixa etária, género, hobbies, hábitos de consumo, entre outros.

  1. Selecione criteriosamente os fornecedores

É fundamental trabalhar com pessoas confiáveis, cujo profissionalismo seja a premissa base do seu método de trabalho, de forma a que as entregas ocorram sem atrasos e os produtos tenham uma boa relação qualidade-preço.
Procure saber se o fornecedor tem boa ou má reputação, teste o apoio ao cliente, avalie a qualidade e aspeto do produto e embalagem, confira os tempos de processamento, envio e trocas ou devoluções dos artigos.  

  1. Configure a loja online

Escolha um domínio, selecione a plataforma onde irá criar a sua loja online e avance com a sua estruturação. Pense num nome lógico, sonante e relacionado com aquilo que irá vender. 

  1. Determine as taxas, custos de envio e métodos de pagamento

Esteja a par dos valores de envio das encomendas e taxas locais, para que tudo esteja contemplado e especificado no site.
Disponibilize diferentes tipos de pagamento. Quantos mais tiver, mais conveniente e fácil se torna a venda online, o que afeta positivamente a experiência de consumo do cliente.

  1. Trate das questões financeiras

A gestão eficiente da faturação de uma empresa é essencial para o seu bom funcionamento. No entanto, não deve ser um quebra-cabeças. Para isso, precisa escolher o software de faturação mais adequado às suas necessidades.
O InvoiceXpress é perfeito para integração com lojas online, sejam elas de dropshipping ou não. Integrar a faturação no seu negócio com o InvoiceXpress é extremamente simples graças à sua API e aos plugins disponíveis.
Além disso, o programa de faturação InvoiceXpress é certificado pela Autoridade Tributária, para que cumpra com todos os requisitos legais nacionais, e possui certificação ISO 27001, o que garante as melhores práticas internacionais de segurança da sua informação.

  1. Invista em marketing digital

É essencial implementar estratégias de marketing digital, para que consiga promover o seu negócio, conquistar notoriedade e autoridade online.
Algumas das estratégias que pode utilizar são: 

No momento de criar a sua loja de dropshipping, espreite o nosso webinar sobre os erros que deve evitar na criação de uma loja online, ao nível da seleção de produtos, modelo de negócio, validação do mercado, estratégia de marketing, posicionamento e concorrência.

De certo que este pequeno momento formativo com Rui Cunha, mentor de negócios online, será de grande valor para lançar o seu negócio passando ao lado das armadilhas mais comuns na hora de criar uma loja online.

Por último, se decidir avançar com o seu negócio de dropshipping, reforçamos novamente a importância de consultar um contabilista para estar a par de todas as regras de IVA no comércio eletrónico que terá de cumprir.


Magda Santos

Profissional de Marketing Digital com foco em SEO, apaixonada por viagens, escrita, livros e fotografia. Navega pelo universo digital, enquanto explora diferentes lugares do mundo. O melhor capítulo da sua jornada de vida é o que se vai desenrolando ao lado da filha.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!