Custo por Aquisição de Cliente (CAC): 8 estratégias poderosas para reduzir o seu


Custo por Aquisição de Cliente: uma compreensão completa do CAC ajuda a melhorar o retorno sobre o investimento e a rentabilidade de uma empresa. Descubra 8 estratégias para reduzir esses gastos.

Nem só de vendas vive uma empresa, mas também de processos eficientes e sustentáveis. O Custo por Aquisição de Cliente é um dos indicadores essenciais nos negócios que querem crescer.

O que acontece é que muitas empresas fazem prospeção de um grande volume de clientes, mas não conseguem encaminhá-las ao longo do funil de vendas até à conversão, o que aumenta o Custo de Aquisição de Cliente. Por isso, trazemos-lhe 8 estratégias poderosas que o vão ajudar a reduzir o CAC do seu negócio.

Custo de Aquisição de Cliente: O que é o CAC e como calcular?

O custo de aquisição do cliente refere-se ao valor total aproximado necessário para obter um novo cliente. Esse custo engloba as despesas de marketing e publicidade, como gastos com campanhas e estratégias, ao longo de todo o funil de vendas

Para calcular o CAC - custo de aquisição por cliente, basta somar todas as despesas de marketing e publicidade, relativas a um determinado período e dividir pelo número de novos clientes conquistados durante o ciclo de vida dessas campanhas.

Para ter uma ideia melhor do que tem melhor desempenho, você deve medir o Custo por Aquisição de Cliente para cada um dos seus canais e campanhas.

Tendo calculado o CAC, o passo a seguir é relacionar este valor com outras métricas, como o Lifetime Value (LTV), o Retorno sobre Investimento (ROI) e ticket médio, de forma a medir a eficácia dos seus esforços de marketing e vendas.

8 estratégias poderosas para reduzir o Custo por Aquisição de Cliente

A aquisição de clientes é uma área em que as empresas procuram reduzir custos, enquanto melhoram os resultados.

Mas, como fazê-lo de forma eficaz?

1. Defina e priorize o público certo

É uma dica repetida inúmeras vezes nos artigos, independentemente do tema, porque é, de facto, o ponto de partida para tudo. Ter o seu público-alvo, persona e cliente ideal definido é uma mais-valia, pois ajuda-o a canalizar os esforços para atrair as pessoas certas, evitando que desperdice recursos e energia com quem não se encaixa no perfil.

Além disso, permite que adeque a sua comunicação e conteúdos de acordo com o tipo de audiência e respetivos interesses.

Desta forma, o seu custo de aquisição de clientes será mais baixo.

2. Aprimore ou desenvolva um funil de vendas

Um funil de vendas é um modelo estratégico representativo do caminho que um cliente faz desde que conhece a sua marca até que efetua uma compra.

Através do funil de vendas, consegue determinar o nível de maturidade do cliente em relação à decisão de compra e, assim, estabelecer as melhores ações a tomar, de forma a encaminhá-lo para o objetivo final, a conversão.

Um funil de vendas bem delineado ajuda a reduzir, eficazmente, os custos de aquisição de novos clientes, pois permite que as organizações vejam como cada etapa do processo de vendas está a decorrer e, assim, fazer os ajustes necessários.

Dessa forma, há uma gestão eficaz do tempo e dos recursos, bem como um foco em leads qualificados, e conseguirá registar um custo por aquisição de clientes mais sustentável.

3. Melhore a retenção de clientes

Segundo a Forbes, custa cinco vezes mais angariar novos clientes do que manter os atuais. 

Então, as empresas podem reduzir o CAC ao aumentar o número de clientes recorrentes, frequência de compra e valores médios dos pedidos. Para isso, pode investir em programas de fidelização, questionários de satisfação, histórico de compras dos seus clientes, ofertas personalizadas, entre outros. 

4. Aposte no Marketing de Influência

O Marketing de Influência é uma maneira eficaz de reduzir os custos de aquisição de novos clientes.

Primeiro, porque a produção de conteúdo é responsabilidade do influenciador, libertando a empresa de investimentos altos.

Segundo, porque consegue alcançar pessoas que já são parte interessada no nicho do seu negócio e que interagem ativamente com o conteúdo do influencer.

Ou seja, a comunicação é feita para uma audiência construída, sobre a qual o criador de conteúdos detém uma relação de proximidade, afinidade e poder de persuasão, o que, naturalmente, vai influenciar positivamente o seu custo de aquisição de clientes.

5. Divulgue a marca através de Marketing de Afiliados

No Marketing de Afiliados, os seus produtos ou serviços são amplamente divulgados, por diferentes pessoas, sem que tenha de investir tempo ou dinheiro extra em campanhas. Além disso, paga apenas comissões por cada venda efetuada, o que permite reduzir o Custo por Aquisição de Cliente. 

O Marketing de Afiliados é facilmente escalável, pois quanto mais divulgação fizerem os afiliados, mais chances têm de aumentar o valor das comissões a receber. Isso significa que mais vezes a sua marca é divulgada, sem investimentos extra por parte da empresa, o que irá ajudá-lo a baixar o seu custo por aquisição de clientes.

6. Faça remarketing

São vários os motivos que levam os novos clientes a optarem por não efetivar a compra. O remarketing é uma poderosa ferramenta de marketing digital que serve para recuperar esses utilizadores, que já demonstraram ter interesse na marca, produto ou serviço, mas não avançaram.

A ideia principal é “dar um empurrão” ao cliente, na direção certa, de forma a que conclua a compra.

Recuperar clientes que já estiveram perto de comprar ao seu negócio, ao invés de ter de captar novos interessados a percorrer todo o seu funil de vendas desde o início, é, objetivamente mais barato, o que melhor o seu custo de aquisição de cliente.

7. Utilize as automações para acelerar o ciclo de vendas

As ferramentas de automação melhoram a geração, nutrição e conversão de leads, permitem estreitar o relacionamento com o cliente e facilitam a análise de informação. A segmentação e possibilidade de respostas mais rápidas aceleram, também, o ciclo de vendas.

Processos automatizados são sinónimo de maior eficiência, libertando os colaboradores para tarefas mais criativas e estratégicas, com o objetivo de ampliar os esforços da campanha, atingir mais pessoas e, consequentemente, atrair mais clientes com o mesmo investimento, o que reduz o CAC. Além disso, o processo é replicado para milhares de clientes, o que dilui os custos por cliente adquirido.

8. Melhore a taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica usada para medir quantos dos utilizadores, que chegam ao seu site, consegue converter. A conversão pode ser preencher um formulário, comprar um produto, fazer download de um e-book, etc. Aumentando a taxa de conversão, diminui o custo de aquisição de cliente.

A taxa de conversão e, consecutivamente o CAC, podem ser melhorados através de ações como:

  • Testes A/B - É essencial que os profissionais de marketing façam testes A/B em diferentes partes de suas páginas de destino. Faça alterações ao nível do layout das páginas do seu site e veja quais as alterações que obtém melhores resultados. Pode mudar a cor ou formato de um botão, a posição de uma imagem, um determinado ícone ou o próprio conteúdo. Apenas uma ressalva: não teste duas ou mais alterações em simultâneo, de forma a conseguir entender o que lhe traz, efetivamente, resultados.

  • Call-to-action (CTA) - Os CTAs são a chamada de atenção responsável por incentivar o utilizador a tomar uma decisão, relativamente ao conteúdo que está a ver. Deve informar, claramente, o que é esperado que os utilizadores façam, seja comprar, deixar o contacto ou subscrever um serviço. Devem ser os elementos visualmente mais destacados da página e isso consegue-se através da cor, tamanho e texto do botão. 

  • Pop-ups - Se bem utilizados e estruturados, os pop-ups podem ajudar a reduzir a taxa de rejeição e a aumentar a taxa de conversão, sobretudo através de ofertas personalizadas e de gatilhos mentais. Concentre-se nos pop-ups de retenção, que devem aparecer na  hora certa, no lugar certo e com ofertas relevantes para o cliente.



Quem é empreendedor ou gere um negócio sabe que, a par da aquisição de clientes a valores mais reduzidos, a faturação é uma parte importante da gestão financeira de qualquer empresa.

O InvoiceXpress, programa de faturação certificado pela Autoridade Tributária, foi pensado para proporcionar uma utilização fácil e disponibiliza um conjunto de ferramentas que o vão ajudar a simplificar o mundo da faturação.

Experimente grátis o software de faturação InvoiceXpress e fique a conhecer as melhorias instauradas ao nível da navegação e usabilidade.


Magda Santos

Profissional de Marketing Digital com foco em SEO, apaixonada por viagens, escrita, livros e fotografia. Navega pelo universo digital, enquanto explora diferentes lugares do mundo. O melhor capítulo da sua jornada de vida é o que se vai desenrolando ao lado da filha.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!