Copywriting para vendas: o que é e por onde começar


O copywriting para vendas é um conceito que se centra na produção de conteúdo que conduz à conversão. Descubra como aplicar na sua estratégia de negócio.

Saber produzir conteúdos que convertam é um desafio para qualquer profissional. Ser capaz de encantar e convencer a audiência através das palavras, uma arte.

Gostaria de entender melhor o que é copywriting e como pode produzir melhor copy para a sua marca? Então, fique atento a este artigo.

O que é o copywriting?

O copywriting é uma estratégia de produção de conteúdos persuasivos, cujo objetivo é levar o leitor a realizar uma determinada ação com base numa dor, frustração ou desejo que queira ver resolvido.

No copywriting é criada toda uma narrativa para chamar a atenção, retê-la e, posteriormente, desencadear uma série de ações que, eventualmente, culminará na venda. O tipo de ações passam por clicar num anúncio ou botão, fazer download de um e-book, efetuar uma compra ou subscrição, entre outros. 

Estratégias de copywriting bem delineadas contribuem para:

  • Custo por Lead (CPL) mais baixo - ou seja, reduz o custo por pessoa que entrou no seu site e fez alguma ação, como por exemplo, preencher um formulário;

  • Click Through Rate (CTR) mais alto - também conhecido como taxa de cliques, ou seja, a relação entre o número de vezes que um anúncio aparece e o número de vezes em que é clicado;

  • Aumento da taxa de interação - seja com anúncios, publicações, artigos, etc.;

  • Aumento das partilhas - a probabilidade de tornar um conteúdo viral aumenta exponencialmente. 

Copywriting não diz respeito apenas ao texto, mas à harmonia dos diferentes elementos conjugados, sejam eles artigos, legendas, fotografias ou vídeos. 

O que não é copywriting

Resumir a definição de copywriting a vendas é redutor. Apesar de o copywriting ter nascido da escrita publicitária, estes dois formatos distanciaram-se e ganharam características próprias.

Enquanto que o texto publicitário é mais direcionado para vendas diretas, o copywriting foca-se em atrair e converter, utilizando Marketing de Conteúdo e Storytelling. É claro que a intenção de venda também está presente no copywriting, mas num sentido mais lato, pois inclui toda a jornada de compra.

É importante ressalvar, também, que ter um carácter persuasivo não é o mesmo que ter cariz manipulativo. O copywriting procura despertar no consumidor o desejo de adquirir algo, consciente de que foi ele que tomou essa decisão e não perpetuando a sensação de que foi forçado a comprar algo.

Conteúdos demasiado técnicos e longos, com um tom de voz impessoal e desconectado da marca, ambiguidade literal e promessas exageradas, que prometam mais do que podem cumprir, também não se inserem na definição de copywriting

Como produzir melhor copy para vendas

Escrever bem é importante, mas não é suficiente se falhar nalguns detalhes básicos. Em marketing digital, os conteúdos devem inspirar, envolver e levar à ação. 

Para garantir uma estratégia de copywriting bem traçada, é essencial que tenha em consideração alguns aspetos: 

  • Público-alvo

Saber para quem está a criar os conteúdos é o ponto de partida para tudo. Só assim conseguirá produzir textos orientados para a conversão, que contenham o tom e linguagem certos. 

  • Storytelling

A capacidade de atenção das pessoas tem vindo a diminuir consideravelmente, por isso, uma das maneiras mais eficazes de prender a atenção da audiência é através de uma história envolvente. O storytelling é a arte de saber passar uma mensagem através de uma narrativa cativante, que desperte emoções que transcendem as características do produto ou serviço, criando, assim, conexões com o público.

  • Objeções

Pense nas possíveis objeções à compra, desconstrua-as e dê uma resposta ou solução a estas, de modo a que os seus conteúdos sejam construídos com argumentos favoráveis à conversão.

  • Dados reais, testemunhos, pesquisas

Apesar de efetuarmos compras com base no sistema emocional, tentamos sempre justificar com a lógica. Por isso, colocar elementos lógicos no copy corrobora o discurso, valida a ideia e reforça a confiança na decisão tomada.

Por comparação, conteúdos que incluam estudos (com citação da fonte), testemunhos e valores reais que comprovem a informação transmitida são muito mais persuasivos do que outros sem fundamentação.

  • Benefícios

Mais do que um produto ou serviço, venda experiências, sensações e benefícios que o cliente obterá com a compra. A conexão emocional que daí advém é o impulsionador natural que leva o potencial cliente a dar o próximo passo. 

  • Chamada de atenção

A produção de conteúdos desprovidos de indicações do próximo passo a tomar, funciona apenas como um conselho dado, que a pessoa interpreta à sua maneira e executa ou não qualquer ação. O utilizador está num formato passivo de aprendizagem e é o copy que vai convidá-lo a uma participação ativa no processo.

Elementos que nunca devem faltar num bom copy para vendas

É crucial que o conteúdo seja bom quer para o leitor, quer para os crawlers dos motores de pesquisa. Ou seja, os textos devem ter qualidade e interesse para o público e estar, em simultâneo, otimizados de acordo com as diretrizes de SEO. Para isso, existem alguns elementos essenciais. Veja quais, abaixo. 

  • Call-to-action (CTA)

É o elemento responsável por impelir o visitante a agir, por isso, deve ser pensado de forma estratégica. Os CTA devem informar, claramente, o que é esperado que os utilizadores façam (comprar, deixar o contacto, subscrever um serviço, etc.) e isso consegue-se através da cor, tamanho e texto do botão. Todos os elementos colocados na página devem dar suporte ao objetivo do CTA. 

  • Títulos e subtítulos persuasivos

Estes elementos devem ser objetivos, diretos e informar claramente da proposta única de valor. O leitor deve sentir que a oferta é boa demais para abandonar a página ou anúncio.

  • Provas sociais

As provas sociais são sinónimo de fiabilidade, dado que são testemunhos de pessoas reais, que já experimentaram o seu produto ou serviço e atestam a qualidade da experiência.

  • Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são uma poderosa arma de vendas e de persuasão, pois induzem as pessoas a agirem por impulso, quando estão diante de algo que lhes desperta interesse.

Um dos gatilhos mais pertinentes é o da urgência, baseado na renitência universal humana de ver algo a ser-lhe retirado, que ajuda a ultrapassar uma das objeções à conversão, a procrastinação.

O gatilho da urgência funciona muito bem em breakup emails. Neste tipo de conteúdo de email, deixa-se claro que esse será o último contacto feito. Isso despertará, no lead, a sensação de que está a perder algo, caso não lhe responda.

Outro gatilho forte é o da reciprocidade, pois existe uma tendência natural de retribuir aquilo que nos gera valor. Por isso, ao entregar conteúdo de valor, não só conseguirá conquistar a sua atenção e confiança, como o fará sentir-se na obrigação de lhe agradecer de alguma forma.

A reciprocidade, exclusividade, escassez, entre outros, também funcionam muito bem em copywriting

  • Modelo AIDA

Faz parte das estratégias de Marketing de Conteúdo e serve para conduzir os leads ao longo das várias etapas do funil de vendas, culminando, eventualmente, na conversão.

AIDA é um acrónimo das palavras Atenção, Interesse, Desejo e Ação e é uma fórmula prática e eficiente de estruturar os conteúdos, tornando-os mais interessantes e altamente persuasivos. 

Quando aplicado ao copywriting, o objetivo do método AIDA é levar o consumidor numa jornada que atraia a sua atenção e cative a imaginação, mantenha o seu interesse, estimule o desejo pelo produto ou serviço e, finalmente, o estimule a agir.

  • Link building

O copywriting é perfeito para aplicar estratégias de link building e enriquecer o conteúdo. Procure links internos e adicione ao conteúdo, através de texto âncora que contenham as palavras-chave relevantes, de forma a manter o leitor dentro do seu site.

Use, também, as redes sociais e outros links externos para criar a estratégia de link building e aumentar a credibilidade nos dados transmitidos.

Aproveite, ainda, guest posts para se posicionar como autoridade na sua área de negócio, enquanto reforça a estratégia de link building.

 

Assim que dominar as técnicas de copywriting e aumentar a sua receita, é fundamental que a gestão da sua faturação acompanhe o crescimento da suas vendas de forma simples e eficaz.

Orientado para empresas prestadoras de serviços, com particular foco no setor da mobilidade e nas lojas online, mas também para freelancers, empresários em nome individual (ENI) e pequenas e médias empresas (PME), o InvoiceXpress é um programa de faturação certificado que prima pela simplicidade, rapidez e fácil acessibilidade.

Tudo o que necessita é de uma ligação à internet e de um navegador. Não tem de se preocupar com atualizações, cópias de segurança ou suporte. Experimente já durante 30 dias grátis.


Magda Santos

Entusiasta do Marketing Digital e apaixonada pela escrita, por livros e viagens. A Magda espera um dia dar a volta ao mundo com a sua filha.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!