6 dicas para criar o anúncio de emprego que o ajudará a encontrar o candidato ideal


A gestão de recursos humanos é, muitas vezes, um dos desafios que mais dores de cabeça traz às empresas. Quanto menor for o tempo médio de permanência de um trabalhador numa empresa, mais serão os recursos que esta terá de despender. Otimize o processo de recrutamento da sua empresa implementando estas dicas. Elas ajudá-lo-ão a criar um anúncio de emprego que irá atrair o candidato ideal.

A busca pelo candidato ideal começa na criação do anúncio de emprego. Por isso, esta é a primeira oportunidade que uma empresa tem de evitar o desperdício de recursos.

Encontrar o candidato ideal é mais do que encontrar alguém com as qualificações e experiência adequadas à função. Para aumentar a retenção dos trabalhadores, é indispensável que estes se identifiquem com os valores da empresa.

Atrair as pessoas com quem deseja trabalhar começa assim por criar um anúncio de emprego que capte a atenção das pessoas certas.

Como fazer um anúncio de emprego para atrair o candidato ideal

1. Deve ser fácil de ler e compreender

O anúncio de emprego deve estar escrito e estruturado de forma a facilitar a sua leitura. Caso contrário, até pode ter todos os detalhes da função muito bem explícitos no anúncio, mas corre o risco de ninguém os ler.

Evite parágrafos demasiado extensos. Ao publicar um anúncio online, o mais provável é que as pessoas o vejam nos seus smartphones. Parágrafos com mais de 3 frases poderão desencorajar a leitura.

Escreva como se estivesse a conversar com o candidato, evitando o uso da terceira pessoa. Expressões cujo significado não é claro e possam ter diferentes interpretações também não facilitam a compreensão do anúncio. Assim, deverá evitar expressões como “altamente motivado” ou “integração em ambiente dinâmico”.

Um anúncio claro e preciso irá evitar confusões sobre as suas expectativas para o cargo em questão. Assim, não irá perder tempo com candidatos que não compreendam as funções para as quais pretende contratar.

2. Escolha um título que seja relevante

Algumas empresas mostram a sua originalidade dando nomes diferentes aos seus cargos. Com certeza já deverá ter visto alguns anúncios para “ninja de marketing” ou “guru de anúncios”.

Apesar de este tipo de títulos ser divertido no local de trabalho, não é boa ideia utilizá-los num anúncio de emprego. Uma vez que é pouco provável alguém pesquisar por estes termos, e correrá o risco do seu anúncio não ser visto por tantas pessoas.

Use um título que seja relevante para a vaga que pretende preencher. Assim, irá aumentar a probabilidade de o seu anúncio aparecer sempre que alguém fizer uma pesquisa relacionada com o cargo em questão.

Pense sobre que palavras é que o seu candidato ideal poderá usar ao procurar por uma nova oportunidade. Tenha estas palavras em mente ao criar o seu anúncio e inclua-as no título e texto do mesmo.

3. Inclua uma breve descrição da empresa e do cargo

Nesta seção, dará a conhecer aos potenciais candidatos a cultura da empresa e o ambiente de trabalho que poderão esperar. Alguns candidatos preferem trabalhar em empresas pequenas e integrar equipas pequenas. Enquanto que outros preferem trabalhar em empresas maiores, com vários departamentos.

Aproveite esta descrição para falar sobre a missão e valores da empresa para que os candidatos se possam identificar com eles. Finalmente, liste qualquer característica pessoal que seja comum entre os membros mais bem sucedidos da sua equipa.

Num pequeno parágrafo, deverá incluir uma breve descrição do cargo em questão. A lista de responsabilidades virá a seguir, mas neste parágrafo terá a oportunidade de comunicar o propósito da função. Ou seja, se é um cargo novo, a quem deverá responder e o que pretende que este cargo acrescente à empresa.

4. Defina quais são as responsabilidades essenciais

Aqui deverá incluir as responsabilidades essenciais do cargo em questão. Deverão ser, no máximo, 5 e deverão estar organizadas por tópicos, para permitir uma fácil leitura e compreensão. Seja claro e forneça dados concretos sempre que puder, ou métricas que irá utilizar para medir o sucesso deste cargo.

Qualquer pessoa deverá compreender o que espera do candidato ideal para este cargo. Assim irá estabelecer expectativas realistas. Não adianta deixar alguma informação de parte, com medo de afastar potenciais candidatos. Inclua toda e qualquer informação essencial para o cargo em questão. 

Seja direto sobre aspetos que possam ser problemáticos para os candidatos. Alguns exemplos disto são a possibilidade de passar muito tempo em viagem, de trabalhar horas extraordinárias ou folgas rotativas.

O candidato ideal será aquele que está ciente de tudo o que o cargo implica, compreende o que é esperado e, ainda assim, está interessado em assumir essa função.

5. Liste as características técnicas e pessoais que procura

Após saber o que é esperado, falta saber quais as qualificações necessárias. Por isso, é importante que inclua uma lista de tudo aquilo que procura num candidato. Deverá, novamente, organizar esta informação por tópicos, para facilitar a leitura.

Estes requisitos devem ser tanto técnicos como pessoais. Os requisitos técnicos correspondem à formação e experiência profissional. Já os pessoais implicam aspetos como se é importante saber trabalhar em equipa ou ser capaz de gerir vários projetos em simultâneo.

Liste os requisitos obrigatórios e não negociáveis em primeiro lugar. Termine com os requisitos preferenciais, mas que não sejam fatores eliminatórios. 

Um exemplo de um requisito obrigatório poderá ser o conhecimento de um idioma que é indispensável para o desempenho da função em questão. Um exemplo de um requisito preferencial poderá ser um certo número de anos de experiência anterior em funções similares.

6. Inclua uma lista dos benefícios que oferece

Na altura de avaliar uma nova oportunidade, os candidatos não procuram apenas um trabalho de que gostem, e com o qual se identifiquem. A compensação também deverá corresponder aos seus requisitos.

Não espere até ao final do processo de recrutamento para discutir a compensação financeira. Comunique o salário e benefícios adicionais no anúncio de emprego. Não precisa de especificar o valor da remuneração, uma vez que este poderá depender da experiência do candidato selecionado. Mas pode indicar um intervalo de valores para que os candidatos tenham uma ideia do que poderão esperar.

Liste outros benefícios que ofereça aos seus trabalhadores. Estes benefícios poderão ser a possibilidade de progressão na carreira, horário de trabalho flexível ou seguro de saúde.

​​A primeira fase de um processo de recrutamento começa na publicação de um anúncio de emprego. Por isso, este deve ser elaborado de forma a atrair o candidato ideal. 

Um anúncio de emprego eficaz terá a informação necessária e essencial para que a vaga em questão seja atrativa. Nem mais, nem menos. Evite incluir toda e qualquer informação que não seja essencial.

Aplicar as dicas descritas neste artigo poderá implicar que dedique mais tempo à criação dos seus anúncios de emprego. Mas, por outro lado, poderá responder a muitas das perguntas que costuma receber.

Um anúncio de emprego detalhado e transparente terá um papel fundamental no que toca a filtrar os candidatos. Esta transparência irá evitar que perca tempo com candidatos que não sejam adequados para a função em questão.

Depois de ter o seu anúncio criado, só precisa de o partilhar nos locais adequados. Não se esqueça do poder do LinkedIn. Esta tem sido uma das plataformas que mais expressão tem ganhado no que toca à procura de novas oportunidades de trabalho.


Beatriz Abreu Peixoto

A Beatriz ajuda empresas e pequenos negócios através da criação de conteúdo escrito informativo e otimizado para os motores de busca. Quando não está a escrever, adora passar tempo com a sua filha de quatro patas, a Phoebe.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!