9 passos para criar um site para o seu negócio


Nos dias que correm, um negócio que não tenha uma presença online é quase como se não existisse. No entanto, a construção de um site com a ajuda de um profissional pode não ser uma hipótese para a carteira de todos os empreendedores. Se este é o seu caso, saiba que é possível assumir o controlo deste processo e esta checklist irá ajudá-lo a manter-se organizado.

Hoje em dia, ter um site é imprescindível para qualquer negócio, mesmo que este tenha uma loja física. Até pequenos negócios locais precisam de uma presença online para que as pessoas os possam encontrar, saber mais sobre quem está por trás da marca e quais os valores que o movem.

Construir um site sem recorrer a um web designer é possível e é uma boa maneira de poupar algum dinheiro. No entanto, pode ser um projeto intimidante para quem o faz pela primeira vez.

Por isso, e para o ajudar a simplificar este processo, criámos uma lista de passos que deve seguir cuidadosamente para garantir que nada falha na construção do seu site. Verá que é um processo muito mais simples do que parece, mas dar o passo errado pode sair caro.

Como criar um site para o seu negócio

1. Defina o objetivo do site

Comece por definir o que pretende com a criação do website. Este objetivo pode ser o de recolher contactos de potenciais consumidores, receber encomendas ou simplesmente dar a conhecer a sua loja física.

Um erro comum, que muitas pessoas cometem, é o de assumir que o objetivo do site ficará claro quando este estiver finalizado. Mas, sem um objetivo definido durante a construção do mesmo, será difícil escolher as ferramentas certas. 

Se este objetivo não for claro para si, também não será claro para quem visitar o site do seu negócio. Para definir este objetivo, responda às seguintes perguntas:

  • Quem é o público-alvo?

  • Que ação pretende que as pessoas tomem?

  • Quais são os objetivos do negócio?

  • Que mensagem pretende transmitir?

Se o seu negócio for 100% online, esta etapa será ainda mais importante, já que o seu site será o principal ponto de contacto com os seus potenciais consumidores.

2. Escolha uma plataforma para construir o seu site

Existem diferentes plataformas que poderá utilizar para a construção do seu website. Estas plataformas permitem aos utilizadores criar um site de forma simples sem que precisem de ter conhecimentos de programação

Muitas destas plataformas oferecem modelos que podem ser personalizados de acordo com a sua preferência e onde pode carregar o conteúdo referente ao seu negócio, tal como imagens, vídeos e textos, e organizá-los apenas arrastando os diferentes elementos.

Deverá escolher a plataforma que melhor se adequa ao seu nível de conhecimento informático e necessidade de personalização. 3 das plataformas mais conhecidas são:

3. Escolha do domínio do seu site

O domínio é o nome do seu site e estará incluído no URL, o endereço eletrónico que irá identificar o seu website e permitirá às pessoas encontrá-lo (ex: invoicexpress.com). Algumas regras que deve tem em mente:

  • Deve ser relevante: é importante que o domínio escolhido seja o nome do seu negócio ou que esteja relacionado com o seu produto ou serviço;

  • Deve ser curto, memorável e fácil de transmitir verbalmente: evite escolher um domínio com muitos caracteres ou que seja difícil de dizer. Ao escolher um nome curto, fácil de decorar e de dizer, aumenta as probabilidades das pessoas recomendarem o seu site a amigos e família;

  • Evite números: a menos que o nome do seu negócio contenha números, evite-os. Em geral, os números passam uma imagem pouco profissional e estará a adicionar um elemento que irá fazer com que seja mais difícil para as pessoas memorizarem o seu domínio;

  • Verifique se o domínio está disponível: com milhões de sites já existentes, é importante garantir que o domínio pretendido está disponível. Poderá fazer isto no momento de compra do mesmo.

Para comprar o domínio que escolheu, basta ir a um site como o Namecheap ou Amen.pt, verificar se está disponível e registá-lo em seu nome. Tem várias opções por onde escolher, por isso, explore-as, compare os preços, mas nunca esquecendo que é importante que tenha um bom apoio ao cliente.

4. Escolha uma plataforma de alojamento de websites

Para criar o seu site não basta ter um domínio. Também irá precisar de um espaço na internet onde este possa “morar”, tal como uma casa precisa de um terreno onde possa ser construída. No mundo online, esse “terreno” é o alojamento.

Se escolher utilizar plataformas como o Wix ou o Squarespace, pode passar este passo mas, se escolher construir o seu site em WordPress, isto é algo que terá de fazer.

Existem várias empresas que oferecem este tipo de serviço e, muitas delas, até podem incluir o valor de compra do domínio. Algumas das opções mais comuns são:

Na altura de escolher onde irá alojar o seu site há 3 aspetos que deverá ter em atenção:

  • Qualidade do apoio ao cliente: é importante que a empresa escolhida tenha apoio telefónico, por email ou por chat, para que receba ajuda da forma mais rápida possível;

  • Facilidade de utilização: é importante que escolha um serviço com uma interface que permita uma fácil utilização, sem que tenha necessidade de inserir comandos num terminal para aceder ou fazer alterações às definições do alojamento. A grande maioria dos serviços de alojamento possuem uma interface assim;

  • Verifique o tipo de segurança do servidor que está a considerar: o servidor é a máquina (física) responsável por armazenar os dados de um site. Por isso, para não correr o risco de perder o seu site ou que este seja hackeado, é importante escolher uma empresa cujo servidor tenha manutenções de segurança regulares e que faça backups automáticos dos mesmo.

Após a aquisição do serviço de alojamento, e caso tenha comprado o domínio a uma empresa diferente, só precisa de ligar estes dois para que, quando alguém visita o endereço do seu website, lhe seja mostrado aquele que está guardado na plataforma de alojamento.

5. Instale um certificado SSL

SSL significa Secure Sockets Layer e o que faz é garantir a identidade de um site e permitir uma ligação segura.

Este certificado é crucial em qualquer site, já que os motores de busca (como o Google) penalizam todos os que não o têm. E torna-se ainda mais importante em sites que permitam transações online, de forma a proteger a informação fornecida pelos consumidores.

De forma simples, um certificado SSL previne qualquer atividade criminosa que pretenda ler ou modificar as informações trocadas entre os seus consumidores e o seu website (como dados de cartões de crédito ou moradas de entrega).

Para instalar este certificado deverá consultar as instruções fornecidas pelo serviço de alojamento que escolheu ou contactar o apoio ao cliente.

6. Escolha a plataforma para a sua loja online (se aplicável)

Se pretende vender produtos ou serviços através do seu site, irá precisar de ferramentas que automatizem a recolha de pagamentos e respetiva faturação. Existem várias plataformas que poderá usar para criar a sua loja online e as mais conhecidas são:

Para além destas plataformas existem muitas mais. Leve o seu tempo para escolher a que melhor se adequa ao seu caso em particular. No entanto, uma coisa de que irá precisar, independentemente da plataforma que escolher, é de ter um programa de faturação. E se este puder ser integrado com a sua loja online, melhor ainda!

Ter um software de faturação integrado com a loja online irá poupar-lhe muitas dores de cabeça e ajudá-lo-á a cumprir todas as suas obrigações legais no que toca à comunicação de faturas e entrega de declarações fiscais.

É para isso que existe o InvoiceXpress, um programa de faturação certificado pela Autoridade Tributária, destinado a facilitar a vida de empreendedores e freelancers. Ao integrá-lo com a sua loja online, o InvoiceXpress irá emitir as faturas de todos os pagamentos que receber na sua loja online sem qualquer complicação e de forma automatizada.

7. Escolha e instale plugins no seu site

Dependendo da plataforma de construção de sites que escolheu, terá ao seu dispor plugins, apps ou extensões que poderá adicionar para que tenha funcionalidades adicionais.

Neste ponto, iremos abordar o caso particular de quem escolhe construir o seu website usando o Wordpress. De todas as plataformas apresentadas anteriormente, o Wordpress é aquela que é mais personalizável.

Para tirar partido desta capacidade de personalização, sem que precise de conhecimentos de programação, pode utilizar os plugins disponíveis (muitos deles gratuitos).

Alguns dos plugins de que irá precisar no seu site em WordPress são:

  • iThemes Security: protege o seu site de hacks;

  • UpdraftPlus: cria e restaura cópias de segurança do seu site;

  • WP-Optimize: otimiza todos o conteúdo no seu site tornando-o mais rápido;

  • WP Auto Terms: gera o conteúdo para as páginas legais que são obrigatórias ter no site como a Política de Privacidade e  Termos de Utilização;

  • Site Kit: instala de forma simples e automática todas as ferramentas gratuitas do Google para monitorizar o desempenho do site;

  • WPForms: cria formulários de contacto a incluir no site.

Mas atenção ao adicionar os plugins no Wordpress. É importante que não instale qualquer plugin se não precisar dele, já que estes tornarão o seu site mais lento, o que irá afetar a experiência de quem visita o seu website.

8. Crie a estrutura e o conteúdo do site

Agora que o seu site começa a ganhar forma, está na altura de o pôr à imagem e semelhança do seu negócio. Nesta fase, precisará de montar a estrutura do seu website, criar as páginas de que irá precisar e o conteúdo que irá constar nas mesmas.

Para que esta fase não se torne caótica, foque-se em cada um dos seguintes passos de cada vez e pela seguinte ordem:

  1. Escolher que páginas terá no seu site e qual a relação entre elas;

  2. Criar as páginas de que precisa;

  3. Escrever o conteúdo para cada página e escolher imagens e vídeos que quererá incluir;

  4. Carregar o texto e imagens na respetiva página;

  5. Organizar o conteúdo em cada página.

Foque-se numa página de cada vez para se manter organizado. Se não tem a certeza de que páginas irá precisar, veja a seguinte lista de sugestões:

  • Página inicial;

  • Sobre nós;

  • Produtos/Serviços;

  • Contactos;

  • Política de Privacidade;

  • Termos de Utilização.

Nesta fase, lembre-se de que a quantidade de conteúdo é irrelevante. O que interessa é a qualidade do mesmo e que toda a informação que inclui seja útil para o seu público-alvo, de forma a converter quem visita o seu site num novo consumidor.

9. Teste o site e crie um plano de manutenção

Antes de publicar o seu site, teste-o! Garanta que todos os links funcionam, que todo o conteúdo é legível e continua bem organizado em qualquer tipo e tamanho de ecrã. Peça a amigos, familiares ou aos seus colaboradores que revejam o site para garantir que tudo funciona corretamente.

Agora que já tem o seu site estruturado, temos uma notícia para si: um site nunca está pronto! Não dizemos isto para o desencorajar, mas sim para sublinhar que um site não é algo que se constrói uma vez e nunca mais irá precisar de trabalhar nele. 

É importante criar um plano de manutenção de forma a manter o seu website atualizado e seguro. Algumas das tarefas que devem fazer parte deste plano de manutenção são:

  • Fazer backups do seu site de forma regular;

  • Atualizar temas, plugins ou apps;

  • Verificar a velocidade de carregamento do site;

  • Rever o conteúdo para este esteja sempre atualizado;

  • Verificar os links do site.



A criação de um site é um processo moroso e complexo mas imprescindível para qualquer negócio. Hoje em dia, um negócio que não tenha uma presença online é quase como se não existisse.

Por isso, se não tiver disponibilidade financeira para contratar alguém que crie o site do seu negócio por si, este guia irá ajudá-lo a escolher as ferramentas certas, a manter-se organizado durante todo o processo e também evitará que se esqueça de algum passo importante que possa vir a comprometer a segurança e estabilidade do seu site a longo prazo.

Tal como se costuma dizer, quantidade não é qualidade. Isto também é verdade para o conteúdo de um website. Por isso, ao longo de todo o processo pense que informação é que os seus potenciais consumidores procuram e que os poderá ajudar.


Beatriz Abreu Peixoto

A Beatriz ajuda empresas e pequenos negócios através da criação de conteúdo escrito informativo e otimizado para os motores de busca. Quando não está a escrever, adora passar tempo com a sua filha de quatro patas, a Phoebe.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!