Como configurar uma loja no Facebook


Ter uma loja no Facebook onde, diariamente, passam milhões de pessoas, é uma ótima maneira de consciencializar os consumidores sobre o que a sua marca tem para oferecer. Quanto mais familiarizados estiverem com o seu negócio, maior será a probabilidade de se tornarem clientes. Descubra como configurar a sua loja do Facebook, passo a passo.

Ter uma loja no Facebook significa ter uma montra online, a custo zero, onde os clientes e os potenciais clientes podem navegar, explorar e comprar os seus produtos. É uma ferramenta preciosa, que permite destacar os artigos de forma simples, enquanto cria uma experiência de compras interativa e visual.

Além de ser possível identificar os itens nas publicações do Facebook, propicia uma experiência imersiva, ao utilizador, que consegue analisar o produto, especificações e preço diretamente na plataforma, podendo concluir a compra no website do negócio ou por mensagem privada.

Como funciona, na prática, a loja do Facebook?

Na ótica do utilizador, a loja do Facebook funciona de uma forma muito simples. Depois de estar na página comercial de uma determinada marca, pode aceder à loja através do separador com o mesmo nome, no menu superior, ou clicando em “Ver tudo”, na “montra” presente na coluna do lado esquerdo.

Será encaminhado para uma página com todos os produtos e/ou coleções, onde poderá ordenar e filtrar de acordo com as suas preferências.

Ao clicar numa imagem, conseguirá obter mais detalhes sobre o produto, guardar na sua “Lista de Desejos”, partilhar com alguém, pedir informações por mensagem ou efetivar a compra no website.

Na ótica do vendedor, as funcionalidades disponíveis são as seguintes:

  • Loja

Espaço para expor os artigos para venda, onde as pessoas podem procurar produtos e explorar coleções.

  • Coleções

É possível personalizar a sua loja ao organizar os produtos por tema, como uma coleção específica de verão, ofertas e promoções, novidades, entre outros.

  • Página de detalhe dos produtos

Cada produto tem uma página dedicada, que contém informações relevantes, como preço, descrição e link de acesso à página do website, onde pode adquirir o mesmo. Em alguns casos, em vez do link, terá um botão para enviar mensagem e proceder à compra. (A funcionalidade de compra direta, na plataforma, apenas está disponível para negócios nos Estados Unidos).

Os benefícios de ter uma loja no Facebook

São vários os benefícios de criar uma loja no Facebook para o seu negócio:

  • Para quem não tem outra plataforma de vendas, como um website, este é um excelente método de iniciar as transações comerciais.

  • A sua marca pode ser descoberta por utilizadores que ainda não seguem o seu perfil, tanto no próprio Facebook, como nos motores de pesquisa.

  • A facilidade e conveniência em encontrar as informações sobre o produto, na loja do Facebook, são fatores decisivos para gerar mais conversões. Quem envia mensagem ou entra no seu website para efetivar a compra, à partida, já está munido das informações necessárias. 

  • É uma vitrine gratuita e com grande visibilidade, pois a plataforma recebe milhões de visitantes diariamente. Por que haveria de desperdiçar a oportunidade de ter os seus produtos expostos em mais um local?

  • Contribui para o posicionamento e notoriedade da marca, pela sua presença em mais uma rede social, onde é possível criar um vínculo emocional e comercial com os consumidores.

  • Caso a compra não seja efetuada dentro da própria plataforma, é possível que ocorra no website. Assim sendo, estará a direcionar tráfego qualificado para a sua loja. Com isso, acaba por trabalhar o posicionamento das páginas do seu site nos motores de busca (uma prática de SEO).

  • A análise das estatísticas sobre o desempenho das vendas, através das ferramentas do próprio Facebook, permite obter insights sobre os gostos e comportamentos dos consumidores perante os seus produtos. Dessa forma, poderá, por exemplo, verificar quais os artigos com maior popularidade e investir em anúncios da própria plataforma para aumentar a visibilidade dos mesmos. 

  • As lojas permitem que os clientes entrem, facilmente, em contacto consigo, através do Messenger. Isso faz com que, rapidamente, lhes dê suporte, tire as dúvidas e reduza as objeções à compra.

  • Permite adicionar o Facebook Marketplace como um canal de vendas e alcançar um volume maior de pessoas. Por ser uma plataforma integrada com a rede social Facebook, recorre ao histórico de navegação na rede para apresentar sugestões personalizadas de produtos, aumentando a eficácia dos seus anúncios gratuitos.

O passo a passo para criar uma loja no Facebook

1. Verificar a elegibilidade para ter uma loja no Facebook

  • Para criar uma Loja do Facebook, necessita ter uma Página Comercial. Se ainda não tem uma página de negócio, este é o momento certo para o fazer. Saiba como criar uma Página Comercial

  • Também será necessário configurar uma conta do Gestor de Negócios (Facebook Business Suite).

  • O negócio deve cumprir os requisitos de elegibilidade de comércio do Facebook e estar localizado num mercado suportado, para que possa identificar produtos.

  • É necessário garantir que os artigos comercializados estão de acordo com as Políticas de Comércio do Meta. Artigos para adultos, álcool, materiais perigosos, animais, produtos médicos, entre outros, não podem ser vendidos na plataforma.

2. Criar a loja

  • Na página inicial do Gestor de Negócios (Meta Business Suite), na coluna do lado esquerdo (em desktop), encontrará a aba “Comércio”. Ao clicar sobre a mesma, será redirecionado para o Gestor de Comércio.

  • Clique no botão “Adicionar Loja”, no canto superior direito. Vai abrir uma página com uma pré-visualização das lojas em mobile. Clique em “Seguinte”.

Nota: A sincronização com plataformas de parceiros, como Shopify e BigCommerce ou por API está apenas disponível para clientes nos EUA e para um determinado número de negócios, pelo que pode ignorar esta funcionalidade. 

  • Selecione o “Método de Pagamento”. Para os mercados suportados, excetuando os EUA, apenas poderá optar pelo pagamento noutro site ou por mensagem privada (Messenger e WhatsApp).

  • Associe ou crie uma conta comercial, atribua-lhe um nome e insira o email preferencial para comunicação.

  • Em “Criar novo catálogo”, atribua-lhe um nome. O catálogo é o local onde vai gerir os detalhes sobre os artigos, como imagens e ligações para o site. Clique em “Seguinte”. 

  • Adicione os países ou as regiões para onde envia. Pode editar ou adicionar mais posteriormente, nas definições.

  • Verifique se está tudo inserido corretamente e clique em “Terminar Configuração”.

  • Após a revisão padrão estar concluída, poderá publicar a sua loja, mas esta apenas ficará visível após adicionar produtos.

Durante a configuração, no canto superior direito, certifique-se que tem ativado o botão “Guardar progresso automaticamente”, para que não perca os dados inseridos.

3. Criar um catálogo de produtos

O catálogo de produtos tem informações sobre todos os artigos que pretende publicitar ou vender no Facebook. O catálogo serve para gerir todos os seus produtos e deve atualizá-los à medida que o inventário muda.

  • Na página inicial do Gestor de Comércio, clique em “Adicionar catálogo”, se ainda não tiver criado nenhum. Se tiver seguido os passos anteriores, então, está pronto a clicar diretamente no catálogo e editar. 

  • Depois de entrar no catálogo, do lado superior direito encontrará o botão “Adicionar artigos” ou, na coluna da esquerda, “Catálogo” > “Artigos” > “Adicionar artigos”. Clique numa dessas opções e defina o método de carregamento de produtos. Existem 4 formas:

    • Manual: adiciona os artigos através de um formulário próprio da plataforma. Adequado a negócios com poucos produtos (menos de 50) e sem atualizações frequentes.

    • Feed de dados: carrega múltiplos produtos através de uma folha de cálculo. O ficheiro pode ser carregado uma vez ou agendado para atualizações regulares. São suportados ficheiros CSV, TSV, XML e Google Sheets. Apropriado para inventários médios a grandes e com atualizações frequentes.

    • Píxel do Facebook: importa e atualiza os artigos automaticamente a partir do site. A configuração é mais complexa e, à semelhança do anterior, é adequada para inventários médios a grandes.

    • Plataforma do parceiro: os produtos são importados a partir da plataforma de um parceiro, como é o caso do Shopify, BigCommerce e WooCommerce. Nalguns casos, será necessário terminar a configuração no próprio site.

Selecione o método mais adequado ao seu caso e carregue os produtos. É recomendado que faça upload de, pelo menos, 4 artigos para começar, e de forma a poder personalizar a sua loja e criar anúncios.

4. Personalizar a loja

Após configurar a sua loja do Facebook, no separador “Lojas”, poderá personalizar a sua disposição e estilo, para que reflita melhor a personalidade do seu negócio.

É possível adicionar, remover e organizar coleções em destaque, produtos e promoções, mudar a cor dos botões e destacar uma coleção específica na parte superior da loja. Tudo isto, com o objetivo de proporcionar aos seus clientes uma experiência de compras otimizada. Pode, ainda, visualizar o aspeto que a loja terá no Facebook nos modos claro e escuro.


Depois de ter configurado a sua loja do Facebook, o catálogo e as coleções, é possível que as suas vendas aumentem exponencialmente.

Esteja preparado e bem equipado com um software de faturação certificado, como o InvoiceXpress, que lhe permite a rápida emissão e consulta de documentos, envio automático de faturas para os clientes e personalização da estrutura documental. Com tantas facilidades, sobra-lhe mais tempo para gerir a loja do Facebook (e outras que detenha) e para se dedicar ao que realmente importa: o seu negócio. 


Magda Santos

Entusiasta do Marketing Digital e apaixonada pela escrita, por livros e viagens. A Magda espera um dia dar a volta ao mundo com a sua filha.

blog comments powered by Disqus




Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!